Salvador

'Saudade do meu amor e do meu parceirinho', diz assessor que perdeu esposa e filho

Sob salva de palmas, foram enterrados, na tarde desta quarta-feira (12), a esposa e o filho de quatro anos do presidente do Partido Humanista da Solidariedade (PHS), Junior Muniz

Redação Correio 24h

Lorena Badaró Borges, 39, e o filho mais novo, Bernardo, foram enterrados juntos no Cemitério Jardim da Saudade, em Brotas. Muito emocionado, o marido ficou entre os dois caixões durante o velório. “Não tenho palavras. Agora, é só amor e saudade de Lorena, meu amor, e do meu pequenininho, do meu parceirinho. A gente faz uns planos, mas Deus faz outros. Eu só quero dizer que vou zelar pelo nome de cada um até meu último dia”, disse ele.

Foto: Almiro Lopes/CORREIO

Antes de fechar o caixão, um familiar colocou um brinquedo de super-herói ao lado da criança. Bernardo havia completado quatro anos no último sábado (8). Lorena foi ex-tesoureira do PHS e tinha assumido o comando da Superintendência do Ministério da Agricultura da Bahia no ano passado, onde ficou por apenas dois meses.

O sepultamento contou com a presença de cerca de 150 pessoas, entre colegas de trabalho, políticos, assessores, amigos, professoras da criança e familiares. Estiveram presentes o prefeito ACM Neto, o vice-prefeito Bruno Reis, o vereador e presidente da Câmara Municipal Léo Prates, entre outros. 

Foto: Reprodução

Acidente

Mãe e filho morreram após um grave acidente de trânsito nesta terça-feira (11), no Km-8 da BA-099 (Estrada do Coco), após o acesso do condomínio Busca Vida, na região de Catu de Abrantes, em Camaçari. Segundo registro feito pela Polícia Rodoviária Estadual (PRE), o carro em que Lorena estava - um Renault Duster de placa NZO 3854, de Camaçari - capotou e colidiu em uma carreta. Agentes do Batalhão de Polícia Rodoviária e 59ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM) foram acionadas após o acidente.

Além dela e Bernardo, seu outro filho de oito anos também estava no veículo. Segundo familiares, o filho mais velho sobreviveu e está internado em situação estável. Ele não estava presente no enterro da mãe e do irmão. Os parentes não souberam informar se Lorena estava sem o cinto de segurança durante o acidente. A criança de quatro anos estava acomodada na cadeirinha.

Foto: Reprodução

"Os policiais militares isolaram o local e disciplinaram o trânsito para facilitar o trabalho dos prepostos da concessionária CLN que no momento prestavam socorro a dois dos três ocupantes do carro e, em seguida, foram levados para o Hospital Menandro de Farias, em Lauro de Freitas. A terceira vítima não resistiu aos ferimentos e morreu no local", afirmou e PM, em nota.

Em nota, a Concessionária Litoral Norte informou uma equipe de resgate foi acionada e prestou atendimento às vítimas do acidente. Segundo a empresa, na região em que aconteceu a colisão está sendo realizada a construção da alça de saída da Via Metropolitana, realizada pela Concessionária Bahia Norte.

As empresas salientaram ainda que a obra atende às normas de segurança e está sendo feita com sinalização especial, utilizando material refletivo para visualização noturna, implementada em novembro de 2016. A empresa acrescenta que, até a data de ontem, não havia qualquer registro de acidentes no local.

Prefeito lamenta

Júnior Muniz é presidente estadual do partido humanista e também assessor do gabinete da prefeitura de Salvador. "Eu fiquei consternado hoje quando soube das mortes. Ele é assessor do vice-prefeito Bruno Reis e um colaborador direto nosso, inclusive vou estar presente no enterro hoje, às 17h. Uma morte trágica e eu como pai posso assegurar que talvez não exista dor maior no mundo do que essa. A única coisa que podemos fazer é levar uma palavra de amizade e conforto aos familiares", afirmou o prefeito ACM Neto, durante visita que fez no bairro de Vila Canária na manhã desta quarta-feira (12). 

O vice-prefeito Bruno Reis, que também estava em Vila Canária, destacou que era amigo de Júnior que estava trabalhando com ele diretamente no gabinete há dois meses. "É uma tristeza. Foi uma fatalidade, um desastre. Estou muito sentido. Estamos dando apoio para ele e sua família. Estamos pedindo a Deus que conforte o coração dele. Lamento muito e peço a Deus", lamentou Reis.