Salvador

Secretaria nega retirada das obras de Mário Cravo do Parque de Pituaçu

Espaço com cerca de 800 obras do acervo do artista plástico deve passar por reformas

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

A Secretaria de Cultura do Estado negou a retirada das obras de Mário Cravo, instaladas no Espaço Cravo, no Parque de Pituaçu, em Salvador. No mês passado, o Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Ipac) afirmou que cerca de 800 obras do artista plástico baiano para serem transferidas para museus e equipamentos públicos da cidade. O acervo reúne pinturas, desenhos, gravuras e esculturas, de pequenas e grandes dimensões, em fibra de vidro, madeira e pedra-sabão.

Foto: Divulgação/ Ascom IPAC

O secretário de Cultura do Estado, Jorge Portugal, se reuniu com o artista e o filho, Ivan Cravo, e decidiu que o acervo doado ao Estado, em 1994, será catalogado, preservado e mantido no mesmo lugar. Em nota, a secretaria disse que "ficou assegurado que a Fundação Mário Cravo receberá apoio jurídico do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (Ipac), que já iniciou o inventário das peças".O espaço deve passar por reformas, mas antes os trabalhos serão retirados por técnicos do Ipac. “Estou satisfeito com a reunião, com o interesse do governo em restaurar e recuperar o patrimônio que não é de Mário Cravo e, sim, do povo da Bahia”, concluiu Ivan Cravo, filho do artista e presidente da Fundação Mário Cravo.