Salvador

Sem aviso prévio, Unisba anuncia suspensão de atividades

A entidade informou que os alunos terão que terminar o curso em outra faculdade, através da transferência externa.

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Os estudantes do Centro Universitário Social da Bahia (Unisba) tomaram um susto nesta semana. Na última quinta-feira (8), e sem aviso prévio, a Associação Brasileira de Educação Familiar e Social (ABEFS) anunciou a suspensão de vagas para os cursos de graduação, através de uma publicação nas redes sociais.

A motivação foi relacionada as dificuldades enfrentadas pelo setor educacional no país, incluindo o Programa Universidade Para Todos (Prouni) e o Fundo de Financiamento Estudantil do Ensino Superior (Fies) - ambos do Ministério da Educação e que facilitavam o acesso dos candidatos de baixa renda familiar ao ensino superior.

Em entrevista ao jornal Correio, a graduada em Psicologia Ingrid Nayan contou que a instituição estava apresentando mudanças após o fechamento do Isba.

“Estou para fazer a minha colação de grau, uns estão com outros pendentes, outros já formaram e estão para receberem o diploma. Nos grupos as conversas são sobre muito medo ”, relata a aluna ao jornal. 

Ainda de acordo com o Correio, a assessoria da instituição informou que a colação de grau já foi feita na semana passada e que todos os formandos já passaram pelo ritual. Porém, não é o que afirmam Ingrid e os seus colegas. “Eu estou pleiteando há um tempo a antecipação da minha graduação, porque surgiram duas oportunidades de emprego em que eu precisaria estar com meu CRP (registro profissional) ativo e acabei perdendo ambas por não ter colado o grau”, indignou-se.

A entidade informou que os alunos terão que terminar o curso em outra faculdade, através da transferência externa. O Centro Universitário tem parceria com a Universidade Católica de Salvador (UCSal) e com a Uninassau, através da Associação Nacional de Educação Católica (ANEC).

Procurada pelo Correio, a UCSal afirmou através de sua assessoria de imprensa que conforme gestões das instituições estão dialogando para viabilizar a transferência. A instituição ainda negou que também está considerando reduzir a oferta de vagas.