Salvador

Sem João Henrique, chefe da Casa Civil acende pira com fogo simbólico em Pirajá

Fogo simbólico veio de Cachoeira e chegou a Salvador nesta tarde. Prefeito João Henrique não esteve presente no evento

Da Redação
- Atualizada em
Pira foi acesa pelo chefe da Casa Civil na tarde deste domingo

O fogo simbólico, conduzido por atletas baianos e soldados do Exército, chegou a Pirajá, em Salvador, às 15h10 deste domingo (1º), para a comemoração da independência da Bahia nesta segunda-feira (2). O fogo simbólico saiu de Cachoeira e passou por Saubara, Santo Amaro, São Francisco do Conde, Candeias e Simões Filho até chegar a Pirajá, onde a pira foi acendida pelo chefe da Casa Civil Geraldo Abbehusen, representando o prefeito João Henrique.


Pela manhã, o arcebispo primaz do Brasil dom Murilo Krieger celebrou “Te Deum” na Catedral Basílica às 10h. Em Pirajá, houve uma cerimônia de hasteamento de bandeiras. Como o prefeito João Henrique não compareceu, coube ao chefe da Casa Civil acender a pira. Cerca de 200 pessoas  estavam presentes. O percurso do Fogo Simbólico é de 110 km, todo feito a pé pelos atletas e soldados.


Programação
Na segunda-feira (2), a programação começa às 6h, com a alvorada com queima de fogos no Largo da Lapinha. Às 9h, haverá o hasteamento das Bandeiras por Autoridades, com a execução do Hino Nacional pela Banda de Música da Marinha do Brasil. Participarão do ato, o governador da Bahia, Jaques Wagner; o presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, Marcelo Nilo; o prefeito de Salvador, João Henrique; e a presidente do Instituto Geográfico e Histórico da Bahia, Professora Consuelo Pondé de Sena.


Ainda pela manhã, haverá a colocação de Flores, pelas autoridades, no monumento ao General Labatut; a entrega e recebimento dos Carros Emblemáticos e às 9h30, será a saída do Cortejo Cívico, com uma homenagem aos Heróis da Independência: breve parada em frente ao Convento da Soledade; homenagem da Ordem Terceira do Carmo: breve parada em frente à Ordem, para pronunciamento de um membro da Instituição e uma homenagem da Irmandade de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos: breve parada  em frente à Igreja.

 

Às 11h30, será o recolhimento dos Carros Emblemáticos dos Caboclos nos caramanchões da Praça Thomé de Souza. Pela tarde, uma homenagem da Câmara Municipal aos Heróis da Independência será pronunciada pelo presidente da Câmara Municipal de Salvador, Vereador Pedro Godinho.


Às 15h30, será iniciado um novo Cortejo Cívico, e às 16h30 está prevista a chegada dos Carros Emblemáticos e das Autoridades ao Campo Grande. Estão previstas ainda o hasteamento das Bandeiras, a colocação de Coroas de Flores no Monumento ao 2 de Julho, a execução do Hino ao 2 de Julho pela Banda de Música da Polícia Militar da Bahia, o acendimento da Pira do Fogo Simbólico,  e a execução do Hino Nacional pelas Bandas de Música da Marinha, Exército,  Aeronáutica e Polícia Militar, com a presença das autoridades locais.


Às 18h, haverá o XXI Encontro de Filarmônicas, regido pelo maestro Fred Dantas, no Campo Grande.


Terça-feira (3):
9:30h às 17:00h – Feira de Livros

15:00h - Recital de Poesia com Marcos Peralta

17:00h - Show com o grupo Chita Fina

19:30h – Grupo Regional do Choro os Ingênuos

 

Quarta-feira (4):
9:30h às 17:00h – Feira de Livros

18:00h – Orquestra Brasileira de São Salvador

19:00h – Baile da Independência com a Orquestra Fred Dantas

 

Quinta-feira (5):
19:00h – Volta dos Carros Emblemáticos, da Cabocla e do Caboclo, ao Pavilhão 2 de Julho na Lapinha, animada pela Orquestra do Maestro Reginaldo de Xangô, Fanfarras e Grupos culturais.