Salvador

Solar Coca-Cola doa 4 toneladas de alimentos à Associação das Baianas de Acarajé

De acordo com o gerente de Relações Externas da Solar, Fábio Acerbi, a doação é uma forma da empresa atuar de forma participativa e cooperativa amenizando a situação de pessoas que tiveram suas vidas atingidas de forma direta ou indireta pelo Coronavírus

Redação iBahia

A Solar Coca-Cola, segunda maior fabricante e distribuidora do sistema Coca-Cola no país, segue com ações de responsabilidade corporativa focadas no combate ao Coronavírus. A empresa realizou, na última quarta-feira (27), a doação de 500 cestas básicas, o equivalente a 4 toneladas de alimentos, à ABAM - Associação Nacional das Baianas de Acarajé, entidade que assiste às profissionais produtoras e vendedoras de acarajé, um dos maiores ícones culturais e gastronômicos da Bahia. A categoria foi uma das mais atingidas economicamente com a pandemia da Covid-19 no estado.

De acordo com o gerente de Relações Externas da Solar, Fábio Acerbi, a doação é uma forma da empresa atuar de forma participativa e cooperativa amenizando a situação de pessoas que tiveram suas vidas atingidas de forma direta ou indireta pelo Coronavírus. "As doações são nossa forma de olhar e cuidar não apenas de nossos colaboradores, mas também de quem está próximo da gente. Vivemos uma crise inédita em nossa história e é hora de aglutinar forças para vencê-las. Nós seguiremos fazendo nossa parte, ajudando no que for possível aos estados onde atuamos e cientes de que tudo isso vai passar e que dias muito melhores virão", disse.

A presidente da Associação Nacional das Baianas do Acarajé, Rita Santos, disse que a ação da Solar veio na hora certa, pois a categoria encontra-se em difícil situação devido à pandemia e suas consequências. "Com as doações vamos poder ajudar as baianas de Salvador e de mais dois municípios: Camaçari e Lauro de Freitas. A nossa situação está muito difícil e mais difícil ainda para quem trabalha vendendo acarajé na praia, pois o fechamento das praias fez com que muitas ficassem sem trabalhar. Oitenta por cento das baianas do acarajé são chefes de família e vivem exclusivamente do tabuleiro. Maioria delas também é de grupo de risco, seja por diabetes ou hipertensão. Mas com a ajuda de Deus e dos Orixás, tenho certeza de que isso vai passar e que, em breve, vamos poder voltar a fazer o que mais gostamos, que é vender o acarajé e ficar todo mundo junto de novo", relatou.

A doação das cestas básicas à ABAM faz parte de uma série de ações que a Solar vem realizando nos estados onde atua. Dentre as ações já realizadas na Bahia, já foram doadas 300 mil garrafas plásticas para envase de álcool gel distribuído em diversos municípios e também 12 mil litros de água mineral para os hospitais de combate ao Covid19.

Sobre a Solar Coca-Cola - Segunda maior fabricante do Sistema Coca-Cola no País, a companhia conta com mais de 12 mil colaboradores e possui 10 fábricas espalhadas por todo o Nordeste e no Mato Grosso. Dentro desse território a companhia é responsável pela produção e distribuição de mais de 150 produtos da Coca-Cola.