Salvador

Sucom esclarece demolições de imóveis na Ladeira da Montanha: "Haviam sido condenados há anos"

Estruturas tombadas pelo Iphan tiveram destruições autorizadas, por conta do risco à população

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

A Secretaria Municipal de Urbanismo (Sucom) enviou nota nesta segunda-feira, 25, para esclarecer as demolições de imóveis tombados pelo Patrimônio Histório e Artístico Nacional (Iphan) na Ladeira da Montanha. De acordo com o órgão, os imóveis foram demolidos após avaliações e laudos técnicos de engenheiros, enviados aos Iphan.



A Sucom confirma que houve uma autorização do Instituto para a demolição por se tratarem de muros, casas e fachadas de antigas edificações arruinadas. Os imóveis já haviam sido condenados pela Codesal há anos e, após as fortes chuvas, os danos estruturais se tornaram ainda maiores, "sendo necessária à imediata demolição para evitar acidentes e garantir a segurança da população".


Em nota, o órgão ressalta também que a destruição é sempre a última ação a ser feita, porque, além de dispendiosas aos cofres da Prefeitura, elas só são realizadas quando os imóveis e as estruturas correm risco de desabar.