Salvador

Sucom interdita e embarga obras na avenida Paralela e Águas Claras

Vistorias realizadas na manhã desta quinta-feira (25) foram motivadas por denúncias

Redacao CORREIO (redacao@correio24horas.com.br)
- Atualizada em

Uma notificação, dois autos de infração, um embargo e uma interdição foram contabilizados pela Superintendência de Controle e Ordenamento do Uso do Solo do Município (Sucom) após vistorias em localidades da Av. Paralela, Águas Claras e Pau da Lima.As vistorias, realizadas na manhã desta quinta-feira (25), foram motivadas por denúncias.


Na Av. Paralela, os agentes da Gerência de Fiscalização Urbanística e Segurança (Gefis) constataram a demolição de um galpão sem a devida licença. Por conta disso, houve uma notificação e uma multa, além do embargo da intervenção. 

 

Já nas vistorias realizadas na Rua Muniz Ferreira, bairro de Águas Claras, a fiscalização autuou o responsável por uma obra irregular. Ele não havia atendido o embargo emitido no dia 12 deste mês. Também a construção foi interditada por falta de regularização junto à Sucom.

 

Em Pau da Lima, os fiscais estiveram na Rua Alexandre Ferreira e verificaram o cumprimento do embargo aplicado no dia 15 de agosto. No momento da ação fiscal, a obra estava paralisada.