Salvador

Suspeitos de matar barbeiro que defendeu esposa no Imbuí são presos

Prisão temporária de José Geraldo já tinha sido decretada pela Justiça na terça-feira (26)

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Nesta quarta-feira (27), o advogado José Geraldo Lucas Júnior se apresentou na sede do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) em Salvador. Ele é acusado de matar o barbeiro Lucas Souza de Araújo, de 29 anos, a tiros, dentro de um bar no bairro do Imbuí, no último domingo. 

A prisão temporária de José Geraldo já tinha sido decretada pela Justiça na terça-feira (26). O amigo dele, identificado apenas como Jean, também se apresentou na DHPP.  O mandato de prisão dos dois foi cumprido. 

De acordo com informações da polícia,  as roupas dos suspeitos e a pistola 9 mm, utilizadas no dia do crime, também foram apresentadas no Departamento. A dupla será interrogada e passará por exames de lesões. Imagens de câmeras do estabelecimento estão sendo analisadas. 

A presença de José e de Jean causou tumulto no local, pois os familiares da vítima estão na DHPP para pedir Justiça.

"Esse desgraçado tem que estar na cadeia. Ele destruiu todo mundo, ele me destruiu. A gente viu ele matar. Ele foi frio. Eu estava na hora. Ele é frio e calculista. Saiu do lugar e foi até o meu irmão, meu cunhado. Ele foi atrás da gente para poder matar. A gente não estava armado. Ele deu três tiros no meu cunhado. Ele deu em cima de mim, ele deu em cima da minha cunhada [esposa da vítima] que está passando mal. A gente não vive mais", contou a cunhada da vítima, que o considerava um irmão, também estava no bar no momento do assassinato, à TV Bahia.