Salvador

Suspeito de matar tenente em Salvador morre em confronto com policiais

Tenente Mateus Grec, de 35 anos, morreu no dia 12 de setembro durante operação

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br )
- Atualizada em

Mais um suspeito de envolvimento na morte do tenente da PM, Mateus Grec, morreu na noite deste domingo (28), no bairro de Mata Escura. Segundo a polícia, o homem era apontado como quarto suspeito envolvido no caso. 

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), uma equipe da 48ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Sussuarana) foi alertada que um grupo com pelo menos 15 homens estariam ostentando armas de fogo e comercializando entorpecentes na Rua da Rocinha, e iniciaram as buscas.

Ao chegar no local, os suspeitos reagiram e houve troca de tiros durante a tentativa de abordagem. Um dos suspeitos, não identificado, foi ferido e levado uma unidade de saúde da região mas não resistiu aos ferimentos. 

Conforme a SSP, com o suspeito foram apreendidas um fuzil calibre 5.56, 72 munições de mesmo calibre, um carregador com capacidade de 200 munições e um celular foram apreendidos.

"Dos quatro envolvidos, dois já foram detidos. O primeiro, conhecido como "Coco Loko" que foi preso no mesmo dia do crime, é irmão do criminoso localizado neste domingo, inclusive. Na ocasião, um criminoso conhecido como Aranha, morreu em confronto. Além disso, um terceiro participante conhecido como Sonic foi detido durante uma situação com reféns na localidade de Vila Paraíso, no bairro da Federação", detalhou o titular da Delegacia de Homicídios Múltiplos (DHM), delegado Daniel Pinheiro.

Morte de tenente 

No dia 12 setembro, o tenente da Polícia Militar Mateus Grec de Carvalho Marinho Queiroz, morreu após ser baleado em uma troca de tiros com suspeitos de tráfico de drogas. A ação aconteceu no bairro de Cosme de Farias, em Salvador. Outros quatro homens foram baleados, e um deles também morreu. 

O crime aconteceu na região do Alto do Cruzeiro. De acordo com a PM, os policiais faziam rondas no local, quando foram surpreendidos por cerca de 20 homens. Mateus foi atingido no tórax, onde não há proteção de colete à prova de balas. 

Ele foi socorrido pelos colegas para o Hospital Geral do Estado (HGE), e morreu na unidade. A PM detalhou ainda que, após a morte do tenente, suspeitos invadiram casas em Cosme de Farias, e fizeram moradores reféns.

Três homens foram presos e ainda não há informações se os casos possuem ligação. Os crimes estão sendo investigados e o policiamento foi reforçado na região.

O oficial fazia parte da equipe da Companhia Independente de Policiamento Tático (CIPT) de Rondas Especiais (Rondesp Atlântico).