Salvador

Suspeitos de matar sargento da PM em farmácia na Pituba são presos

O PM Aldo Carvalho Santos, 46 anos, foi morto durante um assalto, em janeiro

Redação Correio 24h

Os suspeitos de matar o sargento da Polícia Militar Aldo Carvalho Santos, 46 anos, em uma farmácia na Pituba foram presos e serão apresentados à imprensa na tarde desta quarta-feira (29). O PM foi morto no dia 17 de janeiro, em um assalto no estabelecimento. Ele tinha ido comprar um remédio, acompanhado da esposa.

O sargento Aldo foi morto enquanto ia ao estabelecimento comercial (Foto: Alexandro Mota/Arquivo CORREIO)

Quatro homens participaram do assalto, na farmácia Drogasil da Avenida Manoel Dias da Silva. Dos quatro, três entraram na farmácia, enquanto um ficou aguardando no carro. Quando o sargento chegou ao estabelecimento, a ação já estava acontecendo. Ele estava sem farda e não estava trabalhando. Dentro da farmácia, ele percebeu a movimentação e tentou sair, mas dois dos suspeitos correram em direção a ele.

Logo no dia 19 de janeiro, Wilter Chagas Santos, 30, apontado como um dos responsáveis pelo crime, foi morto pela polícia. Ele seria o homem de camisa branca e boné, que aparecia, inclusive, nas imagens do circuito interno de câmeras da farmácia. Segundo a Secretaria da Segurança Pública, ele reagiu a uma abordagem policial no bairro de Santa Cruz, onde morava.

Wilter Chagas Santos, apontado como um dos suspeitos, foi morto pela polícia em janeiro (Foto: Reprodução)

A apresentação desta quarta-feira será conduzida pelo delegado Odair Carneiro, titular da Delegacia de Homicídios Múltiplos (DHM) e da Força Tarefa que investiga crimes contra policiais, e pelos majores da PM Adilson e Helberte, integrantes das 41ª e 13ª CIPMs, respectivamente.