Salvador

Taxistas fazem carreata na Paralela contra o serviço do Uber

Cerca de 300 taxistas se concentraram no Centro Administrativo da Bahia na manhã desta quarta-feira (14)

Redação Correio 34h
- Atualizada em

Cerca de 300 taxistas se concentraram no Centro Administrativo da Bahia na manhã desta quarta-feira (14), em manifestação contra o serviço de transporte privado por aplicativo Uber. Os motoristas vão sair em carreata até o Fórum Ruy Barbosa, no Centro de Salvador. Segundo o presidente da Associação Geral de Taxistas, Gustavo Tavares, o ato dos motoristas é simbólico.


"Hoje vamos sair daqui em direção ao fórum, em favor da dignidade do nosso trabalho e em favor das nossas famílias, que estão sofrendo com a incidência cada vez maior dos clandestinos em Salvador", disse ele ao CORREIO.

Taxistas se concentraram no Centro Administrativo da Bahia (Foto: Tailane Muniz/CORREIO)

"Nós acreditamos que é uma concorrência desleal, então não tem como haver uma livre concorrência se as categorias não se equiparam. Queremos uma fiscalização efetiva em Salvador", continuou Gustavo. Alguns taxistas aproveitaram o momento para recolher donativos que vão ser doados ao Hospital Martagão Gesteira. Agentes da Transalvador e equipes da Polícia Militar acompanham a manifestação. A concentração dos taxistas causa congestionamentos na ladeira que dá acesso ao Centro Administrativo. Na última segunda-feira (12), Lideranças da Associação Metropolitana dos Taxistas (AMT) estiveram no Fórum Ruy Barbosa, no Centro da capital, pedindo agilidade na ação civil pública contra o Uber, ajuizada no último dia 26 de agosto, com o objetivo de proibir o funcionamento do aplicativo na Bahia, sob multa diária de R$ 100 mil.  

Taxistas se concentraram no Centro Administrativo da Bahia (Foto: Tailane Muniz/CORREIO)



Na audiência do processo, realizada ontem, a juíza Patrícia Didier ouviu os advogados das partes e, de acordo com a assessoria do Tribunal de Justiça (TJ-BA), analisará o pedido para decidir a questão nos próximos dias. Depois da audiência, o grupo de taxistas continuou reunido na porta do fórum. Já pela manhã, os motoristas de táxi se reuniram com o secretário municipal de Mobilidade Urbana (Semob), Fábio Mota. Eles pediram mais fiscalização, já que o Uber é proibido por lei municipal, e comunicaram ao secretário sobre a audiência.


Correio24horas