Salvador

Trigêmeos nascem em Salvador e família precisa de doações; saiba como ajudar

A mãe engravidou naturalmente de quadrigêmeos; no entanto, um morreu após o parto

Thais Borges, do Correio 24h
- Atualizada em

Desde o dia 26 de julho, a rotina da operadora de telemarketing Rosilene Santana, 29 anos, mudou completamente. Foi o dia em que ela – grávida de quadrigêmeos – deu à luz, no Hospital Teresa de Lisieux, em Salvador. Em maio, o CORREIO contou a história de Rosilene, que teve uma gravidez natural de quatro bebês (as chances de isso acontecer são de uma a cada 600 mil), em Feira de Santana, no Centro-Norte do estado. 

Foto: Marina Silva / Correio


No dia seguinte, porém, uma tristeza: uma das pequenas, Kaylane, morreu menos de 24 horas após o parto. “Eles explicaram que, quando ela nasceu, ela ingeriu líquido amniótico. Então, mesmo que ela sobrevivesse, teria sequelas”, contou Rosilene, que continua internada com os bebês. Ela chegou à unidade de saúde no dia 5 de julho e, desde então, ficou em observação.

Desde o parto, Rosilene tem se fortalecido – precisa cuidar de Kauane, Kauê e Kaio, nascidos com 1,46kg, 1,49 kg e 1,23 kg, respectivamente. Eles vieram ao mundo na 32ª semana de gestação, em uma cesariana que ela não sabe dizer quanto tempo durou. “Nesse início, eles estão bem tranquilos. Choram bem pouco, só na hora de comer mesmo. Quando chega a hora, tem que dar logo, se não, os três choram de vez”, explica a operadora de telemarketing, que já é mãe de Kauan, 8 anos.  

O mais velho, que continua em Feira de Santana, já veio visitar os irmãos mais novos. Por isso mesmo, nem tudo é novidade para Rosilene. “O difícil é por serem três de uma vez, mas já é como eu esperava mesmo”. Aqui, a operadora de telemarketing fica sempre acompanhada de alguém – na maior parte do tempo, sua mãe, mas o marido, a irmã e a sogra também se revezam nas visitas.
Foto: Reprodução


Campanha por doações

Rosilene sempre sonhou com outro filho. Outro bebê que fizesse companhia a Kauan, o mais velho. No final de 2015, chegou a engravidar, mas, em janeiro de 2016, sofreu um aborto espontâneo. Um ano depois, em janeiro de 2017, soube dos quadrigêmeos.

Desde maio, devido à gravidez de risco, ela teve que ser afastada do trabalho por recomendações médicas e recebia a pensão do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). O marido, que trabalha com carga e descarga, ganha um salário mínimo.

Na época, um grupo funcionários e gestores da Tel Centro de Contatos, onde ela trabalha desde o início de 2015, decidiu organizar uma campanha para arrecadar doações. A equipe de comunicação da empresa espalhou cartazes nos murais internos das unidades, fez anúncio por email aos 15 mil funcionários e produziu cards para redes sociais. No fim de junho, Rosilene recebeu as doações – que vieram de colaboradores da empresa nas cidades de Feira de Santana, Salvador e Madre de Deus.

“As doações têm ajudado bastante, mas o que estamos precisando agora mesmo é o leite. Eles estão tomando Aptamil Pre, só que o médico disse que não sabe se vai continuar com esse. Por enquanto, estão dando no hospital, mas o médico falou disse que é bastante caro”, diz. Nas lojas pesquisadas pelo CORREIO, o preço do leite varia entre R$ 79,99 a R$ 138,11. Além disso, ela conta que ainda precisa de fraldas nos tamanhos G e GG.
Foto: Marina Silva / Correio

Quem quiser ajudar os trigêmeos de Feira de Santana pode fazer doações nos seguintes postos de coleta:

Salvador:

Tel - Matriz (Procurar Denise Cristina| Área de Comunicação da Tel)
Endereço: Av. Tancredo Neves 1.543, Edf. Garcia D’Ávila, 7º andar – Caminho das Árvores (é o último prédio antes de virar para a Receita Federal).
Tel ACM (entregar na recepção).
Endereço: AV. ACM; N° 4.197; Brotas (na rua do G Barbosa, ao lado da Igreja Universal do Reino de Deus)

Feira de Santana:
Tel Marajó (entregar na recepção): Rua Marechal Floriano Peixoto, N° 214, Centro
Tel Vila Olímpia (entregar na recepção): Rua Rio de Janeiro, N° 319A; Pedra do Descanso

Há também uma conta bancária para quem quiser fazer doações em dinheiro:

Banco Bradesco
Roseline Lima da Silva Santana
Agência 0236
Conta Poupança 1012282-1