Salvador

Último dia: Uneb seleciona voluntários para mapear racismo no Carnaval da capital baiana

Inscrição para participar da 7ª edição do programa Observatório de Discriminação e Violência vai até este domingo, 22

Carol Andrade (carolina.andrade@redebahia.com.br)
- Atualizada em

Com o objetivo de prevenir e combater as discriminações de gênero, raça e orientação/identidade sexual que ocorrem no Carnaval, o Centro de Estudos dos Povos Afro-Índio Americanos da Universidade Estadual da Bahia seleciona voluntários para mapear a discriminação em uma das maiores festa de rua do mundo. A inscrição será encerrada neste domingo, 22, deve ser realizada através do e-mail cepaianauneb@gmail.com, com o envio de dados pessoais e justificativa.


Os selecionados deverão passar por um treinamento e receberão ajuda de custo para transporte e alimentação, além de certificado de participação. Para o projeto 'Observatório da Discriminação Racial, da Violência contra a Mulher e Combate à Homofobia' coordenado pela Secretaria Municipal de Reparação (Semur) serão oferecidas 25 vagas, sendo 20 para a comunidade acadêmica da Uneb e cinco para o público externo.


Os resultados do mapeamento serão utilizados como subsídios para a formulação e implantação de políticas públicas que objetivem a prevenção de discriminação e desigualdade. No Carnaval de 2011, o trabalho registrou 350 ocorrências e o número que mais chama atenção são para os casos de racismo, com 204 denúncias. Mais informações através do site da Uneb.