Salvador

Vacinação antirrábica em Salvador é oferecida em 94 postos de saúde

Atendimento é feito de segunda a sexta, das 8h às 17h

Redação Correio 24h

Noventa e quatro Unidades Básicas de Saúde (UBS) da capital baiana oferecem vacinação gratuita contra a raiva em Salvador. A imunização é destinada a cães e gatos a partir dos três meses de idade. Se a fêmea estiver recém parida, é preciso aguardar o resguardo de quinze dias. É preciso que o animal não esteja doente. 

Foto: Divulgação PMS

O cidadão que quiser levar seu animal de estimação para ser vacinado tem que comparecer a uma das 94 UBS relacionadas pela Secretaria Municipal  de Saúde em seu site portando documento de identidade, carteira do SUS do dono e carteira de vacinação antirrábica do animal. O atendimento é feito de segunda a sexta-feira das 8h às 17h. 

Apesar de Salvador não registrar casos de raiva canina desde 2009 e de raiva em humanos desde 2004, a chefe do Setor de Informações do CCZ, Ana Galvão, reforça a importância da vacinação. “A raiva é doença incurável, contagiosa e que pode até matar. A vacina antirrábica evita doenças tanto para o animal, quanto para o dono. É importante a população estar atenta a isso.”

Sintomas 

A raiva é transmitida pela saliva do animal doente em contato com a pele, por mordidas, arranhões, ou lambidas. 

Geralmente, os sintomas da doença são a dificuldade para engolir, salivação abundante, mudança de comportamento e de hábitos alimentares, além de paralisia das patas traseiras.

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) informa que tem intensificado as ações de vacinação contra a raiva. Em 2017, 184 mil cães e 78 mil gatos foram imunizados contra a doença. “Quem for agredido por um animal suspeito, precisa limpar o local imediatamente com água e sabão e procurar um serviço de saúde”, orienta Ana Galvão.