Salvador

Veja 8 parques em Salvador que merecem ser visitados nesse final de semana

Área verde e locais abertos é uma boa alternativa para explorar nos parques da cidade para curtir ambientes e aproveitar seus momentos de lazer

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
Se está com pouco dinheiro mas quer um programa legal nesse final de semana, o iBahia pensou em opções para você se divertir.  Área verde e locais abertos é uma boa alternativa para explorar nos parques da cidade para curtir ambientes e aproveitar seus momentos de lazer, além de aproveitar o contato com a natureza e também atrações culturais, além de passeios de bicicleta.
Confira:Parque de Pituaçu
Inaugurado em 1973, o parque Metropolitano de Pituaçu está situado na orla marítima e atualmente é a maior reserva ecológica da cidade. Recebe entre quatro e cinco mil visitantes nos fins de semana e é um dos principais locais para lazer e turismo gratuitos na capital baiana. Nele, há quadras poliesportivas, ciclovia de 18 km, pista de patinação e skate, parque infantil, píer para pedalinhos e outros. Funciona diariamente, das 8h às 18h.

Parque Costa Azul
São 55 mil m² transformados em uma área voltada para esporte, cultura e lazer. Possui quadras esportivas, equipamentos para exercícios físicos, playgrounds com bicicletários, ciclovias, pista de cooper, calçadão, anfiteatro ao ar livre com capacidade para 600 pessoas e restaurantes com opções de comidas típicas, internacionais, massas ou carnes. Funciona 24h.

Largo do Retiro
Uma nova área de lazer no Largo do Retiro foi entregue neste mês de agosto. A área possui um espaço com 5 mil m², onde foram construídas uma praça e uma quadra poliesportiva, equipamentos para musculação e parque infantil.


Parque do Abaeté
Importante pólo de lazer ecológico de Salvador. Localizado em Itapuã, a Lagoa do Abaeté é uma atração à parte, mas além disso, é um local onde é possível achar também dunas, bares, restaurantes e ainda a Casa da Música, local onde estão reunidos documentos que contam a história da música baiana.

Parque da Cidade
Popularmente conhecido como Parque da Cidade, o Parque Juventino Silva reúne itens como a Mata Atlântica, dunas de areia branca e opções de lazer espalhadas em seus 73 hectares. Possui uma praça de recepção de 20 mil metros quadrados, com lanchonetes, local para aluguel de equipamentos de lazer, parques infantis e um anfiteatro com capacidade para 600 pessoas.

Parque das Dunas
Trata-se de uma reserva de 6 milhões de metros quadrados que é administrada pela Universidade Livre das Dunas e Restinga de Salvador (Unidunas), nas proximidades de Stella Maris. É um local de fundamental importância para o equilíbrio ambiental e manutenção da qualidade de vida na capital baiana, contendo uma rica fauna e flora.

Foi a primeira área de conservação ambiental soteropolitana a receber um título da Unesco. Nele, é possível encontrar diversas trilhas, onde o público vai acompanhado de guias que, ao longo do percurso, explicam características do ecossistema. Além disso, possui auditório, salas de aula, centro de compostagem, horto de restinga, biblioteca, minhocário, lanchonete, sala de projeção, centro cultural e praça recreativa.

Parque Jardim dos Namorados
É um dos parques urbanos da capital baiana. Foi criado na década de 1960 e reinaugurado na década de 1990, em um projeto que inclui anfiteatro, pórticos, murais e esculturas de artistas plásticos baianos; quadras esportivas e equipamentos de ginástica. Com 110 mil m², o parque, que fica localizado no bairro da Pituba, possui espaço para eventos culturais, recreação infantil, contemplação, ciclovia, pista de cooper, patinação e prática de skate, restaurante, estacionamento, além de quiosques com venda de coco e acarajé.


Parque de Lazer e Esporte da Boca do Rio
Localizado próximo ao antigo Aeroclube Plaza Show, mais precisamente na região onde era situada a Sede de Praia do Esporte Clube Bahia, o parque foi inaugurado no ano passado. Possui áreas de lazer com quiosques, bancos, brinquedos infantis, áreas para cooper, além da ampliação da calçada, implantação de posto salva-vidas, reestruturação da iluminação e a construção de uma ponte sobre o Rio das Pedras. A obra foi orçada em mais de R$ 4 milhões.