Salvador

Violência fecha centro de assistência social em São Cristóvão

No local onde o centro atende em média 20 pessoas por dia, há toque de recolher determinado por traficantes

Da Redação Correio 24h

A ação de traficantes determinou o fechamento do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) no bairro de  São Cristóvão em Salvador, segundo o  secretário da Secretaria de Promoção Social e Combate à Pobreza (Semps), Maurício Trindade. O centro foi fechado na segunda-feira, de acordo com Trindade, por conta do clima de insegurança a que os funcionários estavam submetidos no local.O centro, que atende em média 20 pessoas por dia, está instalado na Praça Iolanda Pires onde segundo a Semps há toque de recolher determinado por traficantes.  Trindade diz que a unidade foi arrombada e teve luz e água cortada por traficantes da  região. “A PM não passa no local e a delegacia não investiga. A população não deixará de ser atendida e nenhum serviço vai parar, mas a Secretaria de Segurança Pública da Bahia deve recuperar a área da comunidade”, reclamou o secretário. O subcomandante da 49ª Companhia Independente da Polícia Militar (São Cristóvão), Alexsandro Caldas, disse ontem que a companhia não tinha sido informada do fechamento da unidade. “Não fomos procurados pela direção do Cras. Se fossemos, tomaríamos medidas mais contundentes. Só tenho notícia pela imprensa. Estou sabendo que fechou informalmente”. O delegado Antônio Carlos Magalhães Santos, titular da 12ª Delegacia (Itapuã), alegou desconhecer a situação, afirmando que caso seja feita a ocorrência serão tomadas  providências. Segundo relato de alguns moradores, o bairro  é comandado por duas facções de traficantes das localidades Iolanda Pires e Planeta dos Macacos. Um morador, que preferiu não se identificar, afirmou que para uma pessoa entrar na Rua Iolanda Pires deve responder aos traficantes o que vão fazer ali.  “Lá eles botam carro de som alto na frente do Cras, bebem, fumam e cheiram pó”, conta. O atendimento do Cras fechado foi transferido para o Cras que fica na Rua Oeste 1.


Matéria original Correio 24h

Violência fecha centro de assistência social em São Cristóvão