Salvador

Pluralidade cultural dá o tom da reabertura da Concha

Programação do Festival 'Eu Sou a Concha" segue até segunda-feira (16)

Redação iBahia
14/05/2016 às 8h23

5 min de leitura
 O cair da tarde da sexta-feira (13) já anunciava o que estava por vir na reabertura da Concha Acústica, fechada desde dezembro de 2013 para reforma. A  movimentação agitada  no principal acesso ao local reunia os convidados da festa, muitos pisavam pela primeira vez o solo do Concha e não escondiam a expectativa para ver Maria Bethânia a poucos metros de distância.  Foi o caso do grupo de estudantes do 3º ano, do projeto “Educar para Transformar”, que viajaram 866 km do oeste baiano até Salvador. “A gente está muito feliz de está aqui hoje. A gente nunca pensou em ver um show desse assim. É lindo o lugar, a gente tá (sic) achando tudo maravilhoso”, revelaram animados.

Estudantes de Santa Maria da Vitória viajaram 866km para ver a reabertura da Concha

Além dos finalistas do projeto “Educar para Transformar”, estavam entre os convidados  da noite colaboradores e pacientes de instituições Obras Sociais Irmã Dulce, Hospital Martagão Gesteira, Projeto Axé, além de integrantes do programa Neojibá, jovens das Bases Comunitárias de Segurança da capital baiana, membros dos projetos sociais geridos pelo Ilê Aiyê e pelo Olodum, entre outras entidades.

No alto da arquibancada, Luiza Câmara,  presidente da Associação Baiana de Deficientes Físicos, fazia suas primeiras impressões do novo espaço entregue à população. “Eu estou muito feliz porque foi uma obra pensada na acessibilidade. Eu consegui chegar aqui de maneira segura, não tive dificuldade com o estacionamento e estou gostando muito de como ficou a Concha. Eu só ainda não avaliei os banheiros”, pontuou.

Luiza Câmara elogiou a acessibilidade da nova Concha

Pouco depois das 18h, o governador do Estado, Rui Costa, fez a entrega da nova Concha, acompanhado de secretários e autoridades públicas e  falou que o projeto de reformas do Teatro Castro Alves (TCA), será continuado.

 Veja também: Concha reabre com 306 vagas de estacionamento

“Estamos inaugurando a primeira etapa de um projeto grandioso. O próximo passo é a Sala do Coro para daqui a um ano inaugurarmos e darmos início à Sala Principal. Acreditamos na cultura como algo que estrutura e valoriza a vida humana. Por isso eu quero parabenizar e destacar o papel de toda equipe do TCA, que fez o projeto a partir de um concurso público, e que vem lutando para essa realização, com muita paixão e muito carinho por essas mudanças e para que a cultura da Bahia continue sendo referência para o país inteiro”, disse o governador.

Pouco antes das 19h, uma multidão começava a se aglomerar entre os anéis (agora coloridos) da arquibancada. O público da estreia da nova Concha foi marcado pela diversidade cultural. Havia representantes de movimentos sociais, jovens, idosos, além de integrantes de diversas entidades religiosas.   Um telão fez a retrospectiva dos grandes shows que passaram pelo local nos últimos 57anos. Às 19h08, Maria Bethânia, vestida de prata, fez a estreia da nova Concha ao som de “Sangrando”, do cantor e compositor Gonzaguinha. Animada, a artista embalou as canções do show, quase sem pausas, e convidou a cantora Margareth Menezes para dividir o palco.

Cantora Maria Bethânia convidou Margareht Menezes para dividir o palco

O encerramento da noite de reabertura da Concha Acústica relembrou as raízes da cultura afro do estado. Integrantes dos blocos  Filhos de Gandhy, Cortejo Afro, Ilê Aiyê, Malê Debalê, Muzenza e Olodum participaram do espetáculo ‘Kindembu!’, dirigido por Elísio Lopes, diretor artístico do festival.  O momento foi marcado por interações com o público, que conheceu a “passarela técnica”, novo equipamento criado acima do palco e que vai permitir   instalações técnicas voltadas aos diferentes tipos de espetáculo que o local pode receber.

 Com as características originais mantidas e o diálogo com a contemporaneidade, a nova Concha Acústica , entregue na noite de sexta-feira (13) à população, é, talvez, um dos maiores palcos para  a revitalização da cultura local e do Brasil.Serviço:Sábado, 14/05
Carlinhos Brown com participação especial de Lazzo Matumbi
BaianaSystem com participação especial de Ney Matogrosso
Horário: 18h
Local: Concha Acústica do Teatro Castro Alves

Domingo, 15/05
Show de Novos Baianos – “Acabou Chorare” e homenagem a João Gilberto
Horário: 19h
Local: Concha Acústica do Teatro Castro Alves

Segunda, 15/05
Show de Novos Baianos – “Acabou Chorare” e homenagem a João Gilberto
Horário: 19h
Local: Concha Acústica do Teatro Castro Alves