Santa Casa

Cemitério Campo Santo adota sistema de reuso de água

Novidade representa uma redução de custos operacionais e também do consumo de água potável

Especial de Conteúdo
- Atualizada em
Oferecimento
Entre as novidades implantadas pelo Cemitério Campo Santo, está o sistema de reuso de água, que consiste em reaproveitar a água da chuva para limpeza de áreas e irrigação de jardins em vez de utilizar o recurso hídrico. A adoção deste sistema se junta a outras ações voltadas à sustentabilidade, que passam pela verticalização do cemitério e o sistema Eco No-Leak.

A novidade representa uma redução de custos operacionais e também do consumo de água potável.

“Esse sistema foi implantado não só em atendimento a condicionante da Licença Ambiental do Campo Santo, mas também seguindo a tendência mundial de ações sustentáveis já desenvolvidas pela Santa Casa e iniciativas em razão da crise hídrica que o país vem atravessando”, explica Kátia Belchior, engenheira de meio ambiente da Santa Casa.

Foto: Divulgação

Como funciona

O sistema, que teve um investimento em torno de R$ 10 mil, capta a água da chuva através do telhado do Prédio do ossuário do Cemitério e conduzi-la por calhas e tubulações para reservatórios interligados para o armazenamento.

A engenheira explica que a água, através de adução por um sistema de bombeamento, é distribuída em torneiras devidamente identificadas – seja para limpeza de área ou uso em irrigação de jardins.

A implantação do sistema segue uma tendência, segundo a profissional. Ela explica que a adoção do reuso de água em edifícios comerciais e residenciais tem grande potencial ao contribuir com a conservação de mananciais, com a redução de enchentes nas cidades e com a diminuição da utilização de energia e insumos na captação, adução, tratamento e distribuição de água potável.