Saúde

‘Amar, rir e comer’ pode ser a fórmula da longevidade

É importante ter uma alimentação natural, a base de vegetais, frutas, e evitar “as comidas falsas”

Redação iBahia
26/03/2017 às 14h30

2 min de leitura

A fórmula perfeita para viver mais e melhor ainda não existe. Mas alguns hábitos nos levam a isso. O livro “Amar, rir e comer – e outros segredos de longevidade do povo mais saudável do planeta” (Valentina), que chega na primeira semana de abril às livrarias, traz um programa inovador para os que não têm nenhuma pressa de morrer.

O autor, o médico John Tickell , mostra ser possível ter qualidade de vida, felicidade e emagrecimento de forma descomplicada, através do “Programa ACE”: atividade física, controle mental e educação alimentar.

— O programa é um planejamento de autogestão: você cuidando de você — diz John.

Com uma abordagem interativa, o livro tem dicas, receitas, plano alimentar, tabela de atividades. A ideia é esquecer o estresse e viver com leveza.

Para isso, a base está em quatro palavras que, em inglês, começam com a letra “F”.

— São elas: família (family, em inglês), diversão (fun), amizade (friendship) e fé (faith) — diz o médico australiano, que é contra os modismos de dietas restritivas.

Cortar o açúcar? Nem pensar.

— Dieta é uma palavra que representa: ‘não coma isso!’. É maluquice. A pessoa ganhará peso de volta — opina.

Para John, é importante ter uma alimentação natural, a base de vegetais, frutas, e evitar “as comidas falsas”, com aditivos, industrializados.

No livro, há ainda dicas para não usar a “desculpa” da falta de tempo e não praticar exercícios. Se você conseguir, no mínimo, 25 minutos quatro vezes por semana, já estará no caminho certo.

O programa ACE foi criado a partir de pesquisas que o médico fez em mais de cem países, por 25 anos. Os Okinawa, do Japão, foram a maior inspiração em longevidade e perda de peso.

Entre as qualidades deste povo, ele ressalta o senso de comunidade e o fato de não se estressarem à toa. Além da espiritualidade ser algo presente, uma razão para existir.