Saúde

Acupuntura, ioga e meditação: as terapias que podem ser encontradas no SUS

A oferta gratuita de medidas preventivas tem crescido desde 2006 e a demanda cresce anualmente

- Atualizada em

No Brasil, o tratamento de dor muscular, redução de estresse e até mesmo o aumento do bem estar podem ser tratados de forma preventiva — e gratuita —através do Sistema Único de Saúde (SUS). O órgão de saúde pública oferta um total de 29 modalidades das chamadas Práticas Integrativas Complementares (PICs), no intuito de unir conhecimentos milenares à medicina com base na ciência.

Foto: Anupam Mahapatra
O maior volume de oferta está na Atenção Básica, instância dita popularmente como a “porta de entrada” dos usuários no sistema. Voltada à prevenção, a política visa solucionar casos de agravo e também o direcionamento assertivo de casos mais graves para níveis superiores de atendimento. O Brasil é o país líder na oferta dessa modalidade em uma instância básica da saúde.

As atividades disponíveis são apiterapia, aromaterapia, ayurveda, bioenergética, constelação familiar, cromoterapia, geoterapia, hipnoterapia, homeopatia, imposição de mãos, medicina tradicional chinesa, medicina antroposófica, plantas medicinais/fitoterapia, arteterapia, biodança, dança circular, meditação, musicoterapia, naturopatia, osteopatia, ozonioterapia quiropraxia, reflexoterapia, reiki, shantala, terapia comunitária integrativa, terapia de florais, termalismo social/crenoterapia e yoga.

Histórico
A iniciativa teve início em 2006, quando foi criada a Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PNPIC) no intuito de trabalhar doenças como depressão e hipertensão numa perspectiva preventiva.

Inicialmente com apenas cinco atividades, a oferta foi ganhando respaldo e com o aumento da demanda por usuários foi crescendo. Em 2017, o total de atividades disponíveis subiu para 19, e em 2018 para um total de 29.

Atualmente, as Unidades Básicas de Saúde (UBS) contabilizam 2 milhões de atendimentos das PICs, sendo o mais procurado a Medicina Tradicional chinesa (que inclui acupuntura), depois fitoterapias, homeopatia, seguida por demais práticas.

Como acessar?
Para ter acesso às PICs ofertadas pelo SUS, o usuário deve se informar sobre a atividade desejada pois nem todas as atividades na Tabela de Procedimento do SUS estão disponíveis em todas as UBS.

As atividades corporais e a meditação são abertas à população, é necessário checar a disponibilidade e a agenda das atividades. No caso da homeopatia, é só pedir um agendamento na UBS mais próxima e a acupuntura demanda encaminhamento médico.

Próximos passos
No Brasil, assim como já acontece em outros países do mundo, se busca maneiras de trabalhar a medicina de forma preventiva, a melhor maneira de antecipar qualquer problema grave.

Entre os campos da medicina em um movimento crescente está a fisiatria. Uma terapia complementar que pode atuar nas complicações de diversas doenças, desde a prevenção, passando pelo tratamento e também em minimizar danos de possíveis sequelas.

Desde a dor nas costas até o derrame cerebral, todas as doenças podem ser tratadas de maneira preventiva ou remediativa, com uma equipe multidisciplinar que investiga cada doença para dar mais independência ao paciente.