Saúde

Ceia de Natal: nutricionista alerta para os cuidados na alimentação

Especialista também dá dicas sobre como armazenar os alimentos

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Festas de fim de ano são sinônimos de fartura, confraternizações e comidas, porém, é preciso ter cautela na hora da alimentação da ceia e bom senso na quantidade consumida. Com isso, é necessário redobrar os cuidados com as guloseimas preparadas para a ocasião, que pode ter uma mesa farta, sem excessos gastronômicos.

Mas o que comer na ceia de Natal para manter a boa saúde? A nutricionista especialista em Comportamento Alimentar, Mylena Pires, ressalta e alerta os cuidados quanto à importância de deixar a alimentação mais equilibrada.

“Em virtude da pandemia, o hábito alimentar dos brasileiros, modificou-se, passamos a priorizar o consumo de alimentos considerados mais palatáveis, como os industrializados, ricos em sódio, açúcares e gorduras. O atual desafio é balancear e gerenciar as emoções negativas advindas do isolamento social para reduzir os danos à saúde que pode causar uma alimentação desregulada”, garante a nutricionista.

Ainda segundo a especialista, é fundamental o cuidado com as formas de preparo, sendo imprescindível higienizar as frutas, legumes e tudo que será utilizado. “O método de descongelamento adequado é sob refrigeração, no forno ou microondas, nada de colocar em cima da pia, em temperatura ambiente. As preparações à base maionese, por exemplo, como salada e salpicão, deve ser mantidos na geladeira e ser retirada as porções que serão servidas aos convidados. As sobras da ceia devem ser armazenadas em recipiente de vidro, devidamente fechados”, conclui.

Confira dicas sobre comidas saudáveis nas festas de fim de ano: 

1. As tábuas de frios podem ser adicionadas de frutas secas, como damasco, ameixas, além das oleaginosas, castanha do Pará, castanha de caju e nozes.
2. As frutas secas são ricas em fibras e vitaminas que auxiliam no adequado funcionamento intestinal além de proporcionar saciedade, para evitar os excessos durante a noite de Natal.
3. Outra dica importante é evitar os temperos e aditivos químicos nas carnes. A orientação é o uso de temperos naturais, como manjericão, orégano, alho, cebola, salsinha, páprica, cúrcuma e ervas finas.
4. O tradicional Chester ou peru podem ser temperados com suco de laranja ou limão, com rodelas de cebola, pimentão e outros legumes a gosto.
5. Uma boa salada de grão de bico, com ervilha, lentilha e frutas além de ser nutritiva é bastante saborosa.