Saúde

Comece agora mesmo: 12 passos para alcançar a saúde e o bem-estar no ano novo

Hábitos e atitudes saudáveis que melhoram a saúde, o bem-estar e a autoestima são essenciais para uma boa qualidade de vida

Revista ABM
Que tal começar imediatamente a cuidar mais de você?  Hábitos e atitudes saudáveis que melhoram a saúde, o bem-estar e a autoestima são essenciais para uma boa qualidade de vida!

Praticar atividade física regularmente, controlar o peso, visitar o médico periodicamente, diminuir o estresse, manter bons hábitos sociais e familiares, incluindo hobbys e atividades de lazer, assim como evitar o tabagismo e moderar o consumo de bebidas alcoólicas são fundamentais para promover a saúde e o bem-estar.

Listamos algumas dicas preciosas, que vão te ajudar a ter mais qualidade de vida. Então, se anime e se cuide!
Foto: revista ABM
1- Se alimente melhor

Cuidar da alimentação ao longo da vida é essencial e uma parte muito importante na forma como vamos envelhecer. Segundo a Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG), 60% do processo de envelhecimento se devem às escolhas que fazemos ao longo da vida, e a principal é a alimentação. Uma das principais recomendações dos especialistas é para evitarmos alimentos ultraprocessados por serem ricos em açúcares, sódio, aditivos químicos e gorduras saturadas. Esses alimentos promovem o aumento da prevalência e a dificuldade de controle das doenças crônicas não transmissíveis, como obesidade, hipertensão arterial, diabetes, doenças cardiovasculares, câncer e o aumento do colesterol. Em contrapartida, não deixe de fora da sua alimentação as frutas, verduras, legumes e folhas verdes escuras, assim como as oleaginosas, os cereais integrais e o inhame.

2- Tenha uma boa noite de sono

Ter uma boa noite de sono é fundamental para manter a saúde física e mental. Sonolência durante o dia, cansaço, indisposição, irritação, memória fraca e dificuldade de concentração e aprendizado podem ser consequências de noites mal dormidas e poucas horas de sono. E isso não faz bem para a saúde. De acordo com os especialistas, a insônia é um distúrbio do sono, altamente prevalente no mundo contemporâneo, e que compromete a qualidade de vida, contribui para acidentes de trabalho, para o baixo desempenho profissional e maior procura dos serviços de saúde.
Foto: revista ABM
3- Diga não ao sedentarismo

A prática de atividade física é uma grande aliada da boa saúde. Os benefícios somam uma lista extensa. Dizer não ao sedentarismo significa afastar doenças como a obesidade, hipertensão, doenças cardiovasculares, diabetes, hipertensão, além de dar mais disposição e energia e deixar o cérebro afiado. O sedentarismo é considerado o quarto maior fator de risco de mortes no mundo, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS). E a melhor maneira de evitá-lo, e suas consequências, é praticar atividade física regularmente. Além de prevenir doenças, praticar exercícios combate o estresse e melhora a qualidade do sono, fatores importantes para a manutenção da saúde mental.

4- Fique de olho na balança

O sobrepeso e a obesidade, além de elevar os riscos de diabetes, derrame, hipertensão e apneia do sono, estão por trás de 30% dos casos de câncer, de acordo com dados levantados pela União Internacional de Combate ao Câncer (UICC). Por isso, cuidar da dieta é fundamental. Além de melhorar a saúde e a autoestima, perder peso também favorece a memória, segundo pesquisas feitas pelo Hospital das Clínicas, de São Paulo. Para manter o peso ideal invista em uma alimentação equilibrada, rica em nutrientes, e na prática de exercícios físicos regulares.

5- Controle os nervos e combata o estresse


O esgotamento nervoso não é reconhecido como  uma doença, no entanto, segundo relatório da Previdência Social, nos últimos anos foram gerados mais de 72 mil auxílios-doença causados por esse tipo de transtorno, diretamente ligado a fatores psicológicos, como ansiedade e depressão. Este transtorno é um sinal de que as coisas não estão bem e de que é preciso procurar ajuda. Geralmente, os sintomas surgem quando existe excesso de estresse, impedindo o funcionamento mental. Segundo os especialistas, o surgimento do esgotamento nervoso pode estar associado à Síndrome de Burnout, característica desencadeada devido a situações de muito estresse profissional.
Foto: revista ABM
6- Abandone o cigarro

De acordo com o Inca, um ano após largar o cigarro cai pela metade o risco de morte por infarto do miocárdio, e no período entre 5 e 10 anos após abandonar o vício, as chances de sofrer um infarto serão iguais às de pessoas que nunca colocaram um cigarro na boca. Então, apague definitivamente cigarro!  O tabagismo está na causa de 90% de todos os cânceres de pulmão, além de ser grave fator de risco para outros tipos de câncer, doenças cardiovasculares e acidente vascular cerebral. E aliado a outros fatores de risco como hipertensão, obesidade e sedentarismo contribui para deixar a saúde potencialmente vulnerável.

7- Cultive bons amigos

Conseguimos sentir de longe os benefícios que a convivência com pessoas queridas nos traz. Mas, ter uma boa rede de amigos pode ser mais importante do que você imagina. Uma pesquisa da Universidade Brigham Young, nos EUA, descobriu que quem vive rodeado de amigos e vizinhos pode viver até 50% mais do que alguém que vive só. Para os pesquisadores, perder o apoio social pode diminuir ainda mais as chances de sobrevivência (mais do que obesidade, fumo ou sedentarismo).

8- Sexo saudável

Ter uma vida sexual saudável também traz muitos benefícios à saúde. Um estudo realizado pela Universidade de Bristol, na Grã-Bretanha, sugere que fazer sexo com certa frequência diminui os riscos de infarto fatal. Mas não só isso. Ter uma vida sexual ativa contribui para melhorar o humor, relaxar o corpo, melhora o aspecto da pele, alivia o estresse e a TPM. Além disso, o relaxamento que o orgasmo traz contribui para que você durma melhor, e não apenas nos dias em que houver sexo. A reação tem efeito prolongado, devido a ação dos neurotransmissores que passam a agir no seu organismo com mais regularidade e numa quantidade maior.

9- Aprenda a gostar de você

Trabalhe o seu autoconhecimento e sua autoestima para viver melhor. De acordo com os terapeutas, o conceito que temos sobre nós mesmos é definidor de como nos colocamos e nos portamos na vida, define o valor que vamos dar a nossa pessoa, ao nosso trabalho, as nossas opiniões, as nossas vontades, e aos cuidados para o nosso corpo e nossa saúde. E isso faz toda a diferença. Por isso, é essencial ter um bom referencial de si mesmo, saber reconhecer seus valores, suas qualidades, e não ficar só se criticando, se cobrando, focado apenas nas suas limitações e dificuldades.

10- Beba bastante água

Beber água traz inúmeros benefícios para o organismo e se hidratar adequadamente precisa ser levado muito a sério. Dentre os inúmeros benefícios, a ingestão adequada diária de água regula a temperatura corporal; combate acne, estrias e celulites; melhora a aparência e a elasticidade da pele além de dar mais vitalidade ao cabelo; ajuda na formação da massa muscular; melhora o funcionamento dos rins; facilita a digestão; diminui o inchaço; melhora a circulação sanguínea; ajuda a emagrecer; e desintoxica o organismo.
Foto: revista ABM
11- Tome sol

Se expor ao sol diariamente traz diversos benefícios para a saúde, pois estimula a produção de vitamina D, que é essencial para diversas atividades do corpo, além de estimular a produção de melanina, prevenir doenças e aumentar a sensação de bem-estar. Por isso, é importante que a pessoa se exponha ao sol por 15 a 30 minutos diariamente, antes das 10h da manhã e após às 16h, pois são as horas em que o sol não está tão forte e, assim, não há riscos associados à exposição. Para que haja maior produção de vitamina D, o ideal é que não sejam usadas barreiras que dificultem o contato dos raios do sol com a pele, como o protetor solar. No entanto, quando a exposição solar é mais prolongada, ou feita nas horas mais quentes do dia, ou quando a pele muito sensível, é recomendado o uso de protetor solar.

12- Invista nos momentos de lazer

Fazer lazer não é só viajar nas férias e feriados. É reservar constantes momentos que promovam alegria, relaxamento, bem-estar e que são muito importantes para nos manter equilibrados física e mentalmente. Pode ser a prática de um esporte, um cineminha no meio da tarde, um final de semana animado com filhos e familiares, encontrar amigos para um happy hour, um passeio de bike pela praia ou parque, um piquenique, um turismo de aventura, uma pescaria. Há quem relaxe fazendo yoga, meditação, ou cozinhando para amigos e familiares. O que vale é manter o bom humor, o relax, a calma. Tudo que for essencial para ajudar o combater o estresse!