Saúde

Comendo sem controle? Especialistas explicam como 'frear' os excessos na alimentação

Caso esteja comendo sem ter fome, rápido demais ou não consegue se sentir satisfeito, chegou a hora de ficar atento (a), pois pode estar com a alimentação descontrolada

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br )

Como anda sua relação com a alimentação durante a quarentena? Caso esteja comendo sem ter fome, rápido demais ou não consegue se sentir satisfeito, chegou a hora de ficar atento (a), pois pode estar com a alimentação descontrolada. 

“Uma mudança no padrão alimentar da maioria das pessoas durante o isolamento foi evidente e, além da piora qualitativa, houve também um aumento importante de volume e número de calorias”, afirma a nutricionista e doutoranda pela UFBA Vivian Leal. Segundo ela, essa falta de controle é percebida através de atitudes como as listadas anteriormente.

Mas o que está por trás desse comer de forma descontrolada na quarentena? Vivian explica que a resposta está na ansiedade própria do momento em que estamos vivendo em relação a situações de medo, dúvidas e expectativas quanto aos desdobramentos da pandemia. 

Esses gatilhos que levam ao descontrole na hora de comer podem também desembocar numa compulsão alimentar, quando grande parte daqueles sinais aparecem em conjunto. “No entanto, esse diagnóstico de compulsão só pode ser dado por profissionais capacitados”, ressalta a nutricionista.

Para ajudar no controle da ansiedade e aplacar esses sintomas de descontrole alimentar, existem hoje diversas soluções disponíveis, desde as naturais como os próprios alimentos até fitoterápicos. A farmacêutica e sócia-fundadora da Singular Pharma, Edza Brazil, conta que esses últimos são produtos de origem vegetal formulados em farmácias de manipulação.

Edza explica que os fitoterápicos possuem diversos mecanismos de ação voltados para combater os gatilhos causadores da comilança desmedida. Entre eles estão atuar no controle das emoções, promover sensação de relaxamento, controlar os níveis de cortisol – associado ao estresse – e estimular a produção de serotonina – neurotransmissor ligado à sensação de bem-estar e prazer.

A farmacêutica lembra ainda da importância de beber água para manter a saúde física e emocional em dia e a contribuição de ativos como zembrim, relora e florais no combate  às manifestações de ansiedade que podem provocar esse descontrole alimentar na quarentena.

Conheça algumas substâncias que podem atuar como fitoterápicos e auxiliar a comer sem descontrole

Melissa officinalis

Camomila (Matricaria recutita)

Passiflora

Valeriana

Cava-cava

Griffonia simplicifolia

Erva de São João

Mulungu

Aswhaganda

Rhodiola Rósea

 

Ativos que podem diminuir a ansiedade

Zembrim

Relora

Florais