Saúde

Compulsão por gordura funciona como vício em cocaína, diz estudo

Feita com alimentos como bacon, salsichas e cheesecakes, a experiência apresentou resultados surpreendentes

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Um estudo feito pelo Scripps Research Institute, na Flórida, e divulgado no jornal Nature Neuroscience afirma que os mecanismos do corpo humano que geram compulsão por comer alimentos com alto teor calórico são os mesmos que causam o vício em drogas.Assim como o vício em cocaína é difícil de ser combatido, a pesquisa afirma ser bem complicado abandonar a compulsão por comidas como doces e frituras.Feito com camundongos, o estudo mostra que as regiões do cérebro que lidam com prazer vão se deteriorando de maneira progressiva à medida em que o consumo aumenta. Estas mesmas partes do cérebro passam a responder cada vez menos aos estímulos, o que levou os camundongos a comer mais e tornar-se obesos.Demonstrando uma incrível semelhança comportamental, heroína e cocaína foram utilizadas para fazer o mesmo teste e a resposta dos ratos foi idêntica.Segundo o cientista Paul Kenny, que coordenou a pesquisa durante três anos, uma dieta com alimentos gordurosos tem vários alimentos viciantes."No estudo, os animais perderam completamente o controle sobre seu hábito de alimentação, o primeiro sinal de vício." expliocou. "Eles continuaram comendo demais mesmo quando antecipavam que receberiam choques elétricos, mostrando o quão estimulados eles estavam para consumir a comida".Feita com alimentos como bacon, salsichas e cheesecakes, a experiência mostrou que os animais começaram a engordar imediatamente. Paul Kenny conta que, quando a alimentação passou a ser mais saudável, alguns camundongos se recusaram a comer e preferiram não se alimentar.Após fazer a análise dos resultados do estudo, o cientista e sua equipe estudaram os mecanismos que provocam a compulsão alimentar.Descobriram que o receptor D2 responde à dopamina, um neurotransmissor que está relacionado à percepção de prazer - como o provocado por comida, sexo ou drogas.