Saúde

Covid-19 pode causar disfunção erétil e outras sequelas, segundo estudo

Pesquisa feita por plataforma científica apontou diversas consequências da doença a longo prazo

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

A plataforma científica MedRxiv realizou um estudo sobre sequelas da Covid-19 a longo prazo, que apontou problemas no que se refere ao funcionamento do sistema reprodutor. Pacientes relataram, entre outros efeitos, disfunção erétil após a doença. O estudo é realizado desde abril por voluntários e membros de um grupo de apoio.

Entre os mais de 3 mil pacientes de 56 países que participaram do estudo, 15% dos homens relataram alguma disfunção, e 3% chegaram a dizer que o órgão genital diminuiu de tamanho. Outros 11% sentiram dores nos testículos.

Os problemas não estão restritos aos homens. 36% das mulheres relataram problemas menstruais, e outros 26% alguma irregularidade nos ciclos. Elas também sofreram com disfunção erétil, problema relatado por 8% das entrevistadas.

No entanto, problemas como fadiga (75% a 80%), mal-estar após esforço (até 75%), dificuldade de concentração (75%) e dificuldade de raciocínio (65%) demonstraram afetar uma quantidade maior de pacientes. O estudo ainda precisa ser revisto por pares.