Saúde

Diversão na medida certa: saiba por que você deve moderar no álcool no ano novo

Engana-se quem pensa o consumo exagerado de bebidas alcoólicas afeta somente o fígado

Redação Dino
- Atualizada em

Quando o fim de ano vai chegando, aumentam as expectativas para as festas de Ano novo. Seja com a família, seja com os amigos, a diversão de celebrar o momento da virada é sempre garantida e, na maioria das vezes, com a presença de bebida alcoólica. Porém, exagerar no consumo pode danificar seriamente o fígado.

Foto: reprodução
Segundo o dr. Henrique Sérgio Coelho, hepatologista do Hospital São Lucas Copacabana, uma das principais funções do órgão é filtrar tudo que é ingerido pelo corpo, e quando há o excesso de bebidas alcoólicas, o fígado acaba sofrendo as consequências. Isso acontece porque o consumo constante de álcool vai criando lesões no órgão que, a longo prazo, prejudicam suas funções, podendo até levar à falência hepática, além de outras doenças, como cirrose hepática, hepatite alcoólica e até mesmo câncer.

"Engana-se quem pensa que as bebidas alcoólicas afetam apenas o fígado. O fato de uma pessoa embriagada ter problemas de coordenação motora, dor de cabeça forte e vontade constante de vomitar mostra que o álcool afeta outros órgãos e até mesmo os sentidos", explica o médico.



Para evitar todos esses problemas, a dica é beber com moderação, principalmente se as festas de fim de ano durarem toda a madrugada. Alternar o consumo de, por exemplo, cerveja, vinho e champanhe com a ingestão de alimentos ajuda a evitar os sintomas clássicos do excesso de álcool no corpo, como visão turva, dificuldade de falar e andar, náusea e dor de cabeça. E não se esqueça: se beber não dirija!