Saúde

É Fake: especialista alerta sobre grupos de dieta para limpar o fígado e emagrecer

Protocolo defende o consumo de vinagre de maçã, sal amargo e azeite de oliva todos os dias

Lívia Oliveira (livia.oliveira@redebahia.com.br )
- Atualizada em

Cuidado com o que você se submete para perder uns quilinhos! Uma espécie de dieta detox, conhecida como 'Protocolo de Limpeza do Fígado e da Vesícula', tem circulado nos grupos de WhatsApp e ganhado vários adeptos. Mas, a nutricionista Diana Sampaio, da clínica Emeg, alerta que não existe nenhuma comprovação científica sobre a eficiência do método e que as restrições alimentares ainda podem trazer vários prejuízos para saúde. 

O protocolo defende o consumo diário de vinagre de maçã, sal amargo e azeite de oliva para promover eliminação de pedras da vesícula e do fígado através das fezes.  Além disso, propõe períodos extensos de jejum e vetado a ingestão de carnes, laticínios, gorduras e bebidas geladas. 

"Os médicos contraindicam fazer qualquer procedimento sozinho para expelir 'pedras'. Realmente, existem estratégias alimentares para uma limpeza orgânica do corpo, mas não elimina nenhuma pedra. O que acontece é que quando você tem uma alimentação adequada você evita que essas pedras se desenvolvam", explica Diana, que também esclareceu que as pedras podem ser resultado da alta ingestão de gordura na alimentação ou de causas genéticas e que a retirada delas é indicada quando prejudica a saúde, ou seja, causa dores no indivíduo. 

Imagem representativa sobre dietas restritivas | Foto: divulgação / Assessoria/ istock 

Riscos de aderir ao protocolo de limpeza do fígado e da vesícula

De acordo com Diana Sampaio, uma dieta muito restritiva prejudica o organismo de diversas formas. Afinal, o nosso corpo precisa de todos os nutrientes em equilíbrio para um bom funcionamento. "Uma dieta que propõe reduzir muito ou eliminar completamente carboidratos e proteínas das refeições traz prejuízos". 

"O nosso cérebro se alimenta de açúcar, que vem do consumo de carboidratos. Além disso, a presença das proteínas na alimentação é imprescindível para a formação muscular, força e para evita a flacidez. Então, não é indicado retirar vários alimentos do cardápio. O ideal é escolher melhor as opções de carboidratos e proteínas", explica a nutricionista. 

Na ausência dessas substâncias, a pessoa pode ter uma hipoglicemia (baixo nível de glicose no sangue), desmaios, cansaço/fraqueza no corpo, dores de cabeça e até uma convulsão. A especialista pontua que realmente pode acontecer perda peso, mas isso vai estimular o aumento da compulsão alimentar e, consequentemente, a elevação dos números na balança pouco tempo depois. 

E os depoimentos de resultados positivos após fazer o protocolo, é Fake?

Os registros de dezenas de "bolinhas" expelidas, que supostamente seriam cálculos, são apenas uma espécie de cocô estranho, resultado de uma dieta altamente restritiva. "O que o adepto da dieta de limpeza ver como resultado é apenas fezes endurecidas, sem gorduras", esclarece Diana. 

Além disso, um estudo divulgado pelo periódico científico The Lancet, no ano de 2005, também desmentiu a história de que cálculos biliares são eliminados nas fezes. "As pessoas pegam coisas que aconteceram lá atrás e colocam nas redes sociais como se fossem novas. Assim, conquistam vários adeptos, pois tem muita gente desesperada para emagrecer e por mágicas na saúde. Em muitos casos, essas informações falsas são usadas para favorecer a venda de algum produto. É preciso ficar atento (a)!", pontua a especialista. 

Existe alguma forma de limpar a vesícula e o fígado que também ajude a emagrecer? 

Suco detox | Foto: pixabay
Diana explica que os profissionais de nutrição podem montar planos alimentares visando a limpeza do organismo e o aumento da imunidade, principalmente do intestino. Essas dietas contam com a presença de sucos detox, que tem couve e folhas verdes no preparo, entre as refeições. 

O objetivo dessa estratégia é 
eliminar as toxinas do organismo e melhorar a absorção dos nutrientes, vitaminas e minerais. A duração dessa dieta é de no máximo 15 dias.

Após esse período, estimula-se a reeducação alimentar com foco em alimentos mais naturais, evitando ao máximo os industrializados.

"A minha estratégia é que o paciente melhore sua relação com a comida, que entenda o que determinado alimento tem de benéfico ou não para manter na alimentação", acrescenta Diana.

Dica para não cair em fake news sobre limpeza de fígado e vesícula

"Antes de aderir aos protocolos, busque sobre o assunto na internet, veja se tem algum artigo científico que comprove a eficácia. Se tiver, converse com um profissional da saúde para saber se a estratégia é uma boa opção para você", aconselha a nutricionista. 

Diana Sampaio também pontua que não se pode esquecer que cada organismo é único. "As pessoas têm necessidades e objetivos individuais, por isso não é possível seguir um cardápio genérico cegamente apenas porque uma pessoa disse que isso serve para emagrecer ou cura determinada enfermidade. O que serve para um pode ser prejudicial para outro".

Fonte: Diana Sampaio dos Santos. Nutricionista especialista em nutrição esportiva e estética. Registro profissional - CRN5 7196. A profissional também atua com nutrição materno infantil e gestante e modulacao intestinal.