Saúde

Entenda como a alimentação pode ajudar no controle da ansiedade

"A ansiedade é uma resposta natural ao estresse ou ao perigo iminente", explica Hellen Maluly, Doutora em Ciência de Alimentos

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br )

Busca formas naturais de amenizar a ansiedade do cotidiano? A alimentação pode ser uma aliada para combater os níveis de tensão. "A ansiedade é uma resposta natural ao estresse ou ao perigo iminente. Esse processo envolve diferentes hormônios e neurotransmissores e é por isso que alguns nutrientes presentes nos alimentos podem ajudar a regular seus níveis e interferir diretamente nas sensações de relaxamento", explica Hellen Maluly, Doutora em Ciência de Alimentos e consultora do Comitê Umami. 

Confira alguns alimentos que podem facilitar esta busca por uma vida mais saudável:

Consumo de verduras, frutas e vegetais

Hellen comenta que quando estamos estressados, o consumo de alimentos calóricos é tentador. "No entanto, optar por folhas verdes, misturadas com outros frutos e vegetais, como tomate, cenoura ou mesmo manga, temperados com ervas como manjericão, por exemplo, antes da refeição principal, pode deixar sua experiência sensorial colorida e variada, e este fato pode remeter uma sensação de relaxamento ao cérebro", explica. 

Peixes

A doutora explica que o estresse pode aumentar os níveis de hormônios da ansiedade, como a adrenalina e o cortisol, e alimentos ricos em ômega-3, como sardinha e salmão são ótimos aliados. "O ômega-3 possui propriedades que garantem o bom funcionamento do cérebro, auxiliando na função cognitiva. Os ácidos graxos presentes nesses alimentos, como EPA e DHA auxiliam na modulação da comunicação dos neurônios cerebrais. Dessa forma, a saúde mental é diretamente influenciada, reduzindo níveis de estresse e combatendo a ansiedade", completa.

Algas marinhas

Na correria dos dias de hoje, faz bem conhecer alimentos que podem ajudar a controlar a ansiedade. "Por isso, os amantes de sushi podem comemorar. As algas são ricas em iodo, e a falta deste elemento pode causar hipotireoidismo, que está inteiramente ligado aos sintomas de ansiedade e depressão", comenta Hellen. "Uma observação importante se refere ao excesso de iodo, pois o sal de cozinha que consumimos é iodado. O consumo em quantidades adequadas é ideal para se evitar diversos problemas", completa.

Chás

Quente ou frio, os chás podem ser ótimas alternativas naturais para aliviar o estresse. "Se você quiser realmente relaxar, troque o copo de vinho por uma xícara de chá de camomila antes de dormir. Ele é um ótimo calmante que relaxa o organismo e ajuda a regular o sono, diminuindo a ansiedade", explica a doutora.

Chocolate 70%

Segundo Hellen Maluly, o chocolate é uma ótima fonte para reduzir os níveis de ansiedade, principalmente o chocolate amargo. "Escolha variedades que contenham pelo menos 70% de cacau. Este alimento é rico em flavonoides, antioxidantes e triptofano, um aminoácido que está envolvido na produção de serotonina", sugere. A ingestão de pequenas quantidades proporciona ao organismo uma enorme sensação de prazer, ideal para diminuir o nervosismo. "O chocolate escuro contém substâncias naturais únicas que criam uma sensação de euforia semelhante à sensação de estar apaixonado", completa.


Castanha do Pará

A castanha do Pará é rica em selênio. Este mineral funciona como antioxidante, principalmente para células neuronais. Além disso, as nozes e castanhas em geral também possuem vitamina E, que também evita a oxidação das células e a consequente destruição.

Ovos

A doutora destaca que os ovos são fontes naturais de vitamina D e que este nutriente está ligado a vários benefícios importantes à saúde, incluindo melhor função imunológica, anti-inflamação e regulação do humor.