Saúde

Erva do bem: conheça sete razões para por a manjerona na alimentação

Manjerona é aliada para combater estresse e ansiedade

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Já ouviu falar na manjerona? Pertencente à família das mentas, assim como o orégano, ela é uma erva muito usada em temperos. Além disso, ela é altamente rica em nutrientes, ômega 3 e minerais necessários para o organismo. Pensando nisso, o portal Taeq separou sete razões para consumir a manjerona na alimentação. Confira:

Manjerona faz bem para o sistema cardiovascular

O coração é um dos maiores beneficiados pelo consumo da manjerona. Isso porque a erva é rica em antioxidantes e ajuda a reduzir a pressão arterial por atuar diretamente nos vasos sanguíneos. Além disso, ela ainda conta com ômega 3 que é considerada um dos nutrientes essenciais para a saúde do sistema cardiovascular por evitar arritmias cardíacas e equilibrar a atividade elétrica do órgão.

É aliada para combater estresse e ansiedade

Por contar com propriedades relaxantes, a manjerona também aparece como uma aliada para combater estresse, ansiedade e até prevenir problemas neurológicos como o mal de Alzheimer - já que também melhora a atividade cognitiva do cérebro. Mas, nesse caso, além do consumo na comida, a dica é preparar um chá com a erva ou até aproveitar o seu óleo para fazer uma massagem relaxante.

Tem propriedades anti-inflamatórias para aliviar gripes, resfriados e dores musculares

Você sabia que a manjerona também tem propriedades anti-inflamatórias? Sendo assim, ela também aparece como um remédio natural para aliviar os sintomas de gripes, resfriados e outros problemas ligados ao sistema respiratório. E não para por aí: além disso, a massagem com seu óleo também ajuda a trazer alívio imediato para dores musculares.

Ajuda a amenizar sintomas da TPM

Para as mulheres que sofrem com a tensão pré-menstrual, uma boa notícia: a manjerona ajuda a amenizar os sintomas desse período! Isso acontece porque ela conta com propriedades que ajudam a regular os hormônios e todo o ciclo o que faz com que também seja indicada no tratamento de ovários policísticos.

É boa para o metabolismo por melhorar a digestão

O óleo essencial presente nas sementes da manjerona é conhecido por ser capaz de estimular a secreção de sucos digestivos e glândulas salivares o que, consequentemente, ajuda a melhorar a digestão. Por isso, quem precisa melhorar o metabolismo pode investir na erva para conseguir esse objetivo.

É indicada a quem tem diabetes

Quem sofre com diabetes tem vários alimentos como aliados no tratamento e um deles é justamente a manjerona. O motivo? É que a erva ajuda a equilibrar os níveis de açúcar no sangue por ser capaz de inibir enzimas que aumentam a intolerância à insulina.