Saúde

Estoque correto: confira quais alimentos comprar durante a quarentena

Nutricionista Adriana Stavro dá dicas para não vivermos de pizza e 'besteiras' durante o isolamento

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Para conter a disseminação do novo coronavírus (covid-19), muitas pessoas estão em quarentena em casa (normalmente por duas semanas) e saem apenas para realizar atividades urgentes ou essenciais. Neste contexto, é preciso organizar o funcionamento do lar, principalmente em relação a compra de alimentos, priorizando aqueles mais saudáveis e que têm um maior tempo de conservação. 

Foto: Reprodução

Para ajudar nisso, a nutricionista Adriana Stavro separou algumas dicas de como montar o estoque nesse período de isolamento. Em primeiro lugar, a especialista recomenda: planeje com antecedência, mas sem pânico. Faça uma lista do que você já tem em casa e não corra para o supermercado para encher o carrinho com tudo que vier pela frente. 

Confira outras dicas da nutricionista:

- Depois de fazer o inventário, vá até o supermercado e compre os produtos que estão faltando e que poderão ser consumidos por duas semanas. Mas lembre-se: consuma o que você tem em casa primeiro. A regra é "o primeiro a vencer é o primeiro a ser consumido"

- Organize um cardápio com ingredientes que não sejam perecíveis, como arroz, feijão, feijão fradinho, macarrão, quinoa, grão de bico, cuscuz marroquino, tapioca, aprimorados com proteínas e vegetais. Você também pode incorporar produtos lácteos. Com exceção do leite fresco, esse produtos, como queijo e iogurte, costumam ter uma data de validade maior que duas semanas.

- O maior problema são as frutas e legumes frescos, especialmente na segunda semana da quarentena. Maçãs, laranjas e peras duram mais tempo, assim como alguns legumes (cebola, batata, abóbora e cenoura). Por isso, consuma os outros vegetais e frutas primeiro e deixe estes para a segunda semana. 

- Os congelados também são uma boa opção. Frutas e legumes desse tipo são nutricionalmente semelhantes. Brócolis congelado, espinafre e vegetais misturados podem ser cozidos no vapor, salteados ou assados, como faria com os frescos.

Para uma dose de antioxidantes que estimulam o sistema imunológico, adicione frutas congeladas a smoothies, cereais ou sobremesas. Planeje usar seus produtos frescos nos primeiros cinco dias e depois mude para congelados quando os suprimentos frescos estiverem acabados.

- Estocar comida congelada é bom, mas e as famílias que não têm muito espaço no congelado/freezer? Para otimizar o espaço no nesse eletrodomésticos, remova os alimentos de suas embalagens originais e armazene por porções do tamanho das suas refeições em sacos com zíper. Não esqueça de rotular as sacolas, com nome dos alimentos e a data de validade.

Adriana afirma também que é preciso buscar fazer refeições simples durante a quarentena e evitar momentos de estresse. Por último, a nutricionista reforça que "a quarentena não é o apocalipse. Eletricidade, gás e celulares ainda funcionarão. Você não precisa acumular comida e combustível como um 'preparador do fim dos tempos'. Apenas fique atento aos suprimentos básicos, faça um plano e realiza suas compras com sensatez. É preciso equilíbrio".