Saúde

Falhas no cabelo? Ex-BBB chama atenção para problemas capilares

Diagnóstico deve ser feito por dermatologista

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Os telespectadores do BBB 21 com certeza notaram as pequenas falhas no couro cabeludo do ex-participante do BBB Lucas Penteado. Especialistas apontam que, provavelmente, se trata de alopecia areata, mas apenas uma consulta com dermatologista pode trazer um diagnóstico definitivo. 

“À distância, é difícil afirmar que seja uma doença específica. Para fazer um diagnóstico é necessária uma consulta, saber detalhes sobre como as falhas apareceram e de que forma ocorreu a evolução das lesões”, explica a dermatologista da Clínica Osmilto Brandão, Karla Rebouças. 

A especialista afirma que é importante ficar atenta (o) para problemas capilares que levam à ausência de fios. 

Ex-BBB Lucas Penteado | Foto: reprodução / TV Globo

Sinais de alerta do organismo 

Entre os sintomas apontados pela médica para alguma anormalidade estão: um aumento na queda de cabelo, diminuição na quantidade de fios (rabo de cavalo fino), áreas sem cabelo no couro cabeludo, descamação ou vermelhidão intensa no couro cabeludo.  

Ainda segundo a dermatologista, os fatores que geram problemas nos fios são diversos, podendo estar relacionados a uma condição genética, outras doenças e inclusive, fatores emocionais. No caso da alopecia areata, por exemplo, a condição costuma estar associada ao estresse emocional, podendo ocorrer tanto no couro cabeludo como também em outras regiões do corpo, como barba e sobrancelhas.  

Diagnóstico e tratamento 

Rebouças reforça que para entender melhor qualquer problema capilar, é fundamental a realização de exames, como biópsia (exame que retira um pequeno fragmento do couro cabeludo para ser estudado por um patologista) e a Tricoscopia, que observa o couro cabeludo com o dermatoscópio (um tipo de lupa) para caracterização da doença com mais exatidão. 

“A boa notícia é que se tem estudado muito sobre as doenças do couro cabeludo e todas podem ser tratadas com medicação oral, tópica ou infiltrativa”, afirma a médica que lembra que o uso de receitas caseiras não é aconselhado para o tratamento de problemas capilares.  

“Hoje sabemos que existem muitas doenças que atingem o cabelo, por isso é fundamental que seja feita uma consulta detalhada para definir se existe uma doença e qual o melhor tratamento”, reforça a médica.