Saúde

Fazer sexo oral em mulheres faz bem a saúde, aponta estudo

Pesquisa foi realizada com cerca de 150 casais héteros e lésbicos

Redação iBahia (variedades@portalibahia.com.br)

Você sabia que sexo e saúde podem estar mais conectados do que se imagina? De acordo com um estudo publicado por um grupo de pesquisadores da State University of New York, nos Estados Unidos a prática do sexo oral em mulheres faz bem a saúde de quem recebe e também de quem faz.

A pequisa, que causou barulho nas redes sociais, acompanhou os hábitos sexuais de mais de 150 casais héteros e lésbicos norte-americanos. Os participantes foram divididos em dois grupos onde: o primeiro praticava com mais frequência o sexo oral e o segundo de forma limitada.

Após uma análise dos grupos participantes, os pesquisadores notificaram uma diferença entre os níveis de estresse, ansiedade, qualidade de sono e intimidade entre as participantes. O grupo com maior atividade sexual conseguiu um melhor resultado na análise. 

Segundo os pesquisadores, o desempenho está ligado a liberação dos hormônios ocitonina, considerado o hormônio do amor e DHEA, durante o sexo. De acordo com o estudo essas substâncias agem contra algumas doenças graves como o câncer e problemas cardíacos.