Saúde

Hidratação no verão: tudo o que você precisa saber para manter corpo, pele e cabelo em dia

Melancia, melão, laranja e abacaxi são algumas das frutas recomendadas para manter a hidratação

Victoria Dowling* (victoria.dowling@redebahia.com)

Durante o verão, as altíssimas temperaturas invadem sem dó, nem piedade. E, não há outra saída: é necessário se cuidar em todos os aspectos possíveis. Dentre as medidas indicadas para manter o corpo saudável ao longo da estação, está a hidratação - que vai muito além de só beber água.

Não sabe como se hidratar de forma adequada e sente as consequências do ressecamento no corpo, na pele e até nos cabelos? O portal iBahia separou um material incrível para que você consiga manter a saúde em dia.

Hidratação de dentro para fora: influência da água e alimentos no verão

Foto: Reprodução

Manter o corpo hidratado é essencial para o bom funcionamento dos órgãos, inclusive, para preparar a pele. O nutricionista Leandro Sarmento revelou algumas dicas importantíssimas para começar a hidratação de dentro para fora:

  • Quantos litros de água devemos beber durante o verão?

Sabe aquela garrafinha de água que você sempre esquece em casa? Se habitue a levá-la para todos os lugares durante o verão. Segundo o nutricionista, não existe quantidade certa estabelecida de água para beber. "A quantidade varia de acordo com o paciente, mas em torno de 2L para mulheres e 3L para homens em qualquer período do ano. Quanto mais calor, mais o corpo pede água, então o ideal é observar a sede e a coloração da urina para que fique sempre amarela clara", recomendou o nutricionista.

  • Quais são as frutas que mais ajudam o corpo quando se trata da hidratação?

'Pêra, uva, maçã, salada mista' e tudo quanto é fruta está liberada para consumir visando a hidratação. "Todas as frutas possuem água e ajudam a hidratar e refrescar. As que têm mais água são melancia, melão, laranja e abacaxi", indicou o profissional.

  • Quais sucos ou refrescos são mais indicados para estação?

"Todos os sucos vão ajudar na hidratação mas, assim como outros líquidos, nada substitui a água. As frutas da estação variam de um lugar para o outro. A dica é buscar aquelas que aparecem mais nesta época do ano ou estão mais abundantes e baratas na feira", apontou Leandro.

  • Bebidas alcoólicas são contraindicadas quando pensamos na hidratação do corpo?

A cerveja, a caipirinha e o gin estão liberados, mas sempre cautela e responsabilidade. "As bebidas alcoólicas causam desidratação (daí vêm os sintomas da ressaca), então o consumo deve ser feito com moderação e alternando com o consumo de água", disse o nutricionista.

Tá com o skincare em dia? Saiba hidratar a pele de forma adequada 

Foto: Reprodução


Sabemos que durante a estação solar, o desejo de muitos é ter um super bronze na pele, com a marquinha em evidência. Já sabe a melhor forma de garantir uma 'corzinha' a mais? Clique aqui e confira como curtir o verão, tomar sol, garantir um belo bronzeado e manter a saúde da pele.

A dermatologista Patrícia Gutierrez sanou as principais dúvidas sobre a pele para o verão, com dicas específicas para a hidratação da derme.

  • Como hidratar a pele sem deixá-la com aquele aspecto oleoso? 

"Para pessoas que possuem uma pele mais oleosa, o ideal é fazer uso de um hidratante com o veículo mais fluído como o sérum, que conferem uma melhor espalhabilidade além de uma absorção mais fácil", afirmou Dra. Patrícia. Vale lembrar que é indicado consultar um dermatologista para garantir produtos específicos para cada caso.  

  • Quais são os cuidados necessários para cada tipo de pele no verão? 

"É muito importante fazer uso do protetor solar diariamente com o toque apropriado para cada tipo de pele (preferir aqueles com toque seco para a pele mais oleosa) e reaplicá-lo a cada 2-3h. Hidratar sempre a pele e beber bastante líquido durante o dia para evitar a desidratação devido ao calor provocado por essa estação. Fazer uso do sabonete apropriado para cada tipo de pele (oleosa, mista ou seca). Fazer uso de antioxidantes tópicos como a Vitamina C e orais como o picnogenol  e o polipodium leucotomus (sempre com orientação médica). E sempre que se expôr ao sol, fazer uso de chapéu de aba larga, óculos e blusas com proteção UV", contou Gutierrez. 

  • Além de uma rotina de cuidados com produtos adequados e recomendados por um profissional, quais hábitos ajudam a pele a ficar hidratada? 

Sim, os cuidados com a pele vão além do skincare. Confira as dicas dadas pela dermatologista: "Ingerir pelo menos 2 litros de água por dia; após sair do banho de mar ou piscina, tomar uma ducha de água doce e, para aquelas pessoas que já possuem uma pele mais ressecada (como os atópicos), passar um hidratante recomendado por seu dermatologista. Procurar estar num ambiente mais fresco usando roupas mais leves, porque o excesso de calor contribui para a desidratação da pele". 

E a hidratação do cabelo? Faz como?

Foto: Reprodução

Segundo a Dra. Fabíola Viterbo, o primeiro passo, que prepara o cabelo para a hidratação, é a higienização adequada do couro cabeludo e fios, feita com shampoos específicos para cada tipo de couro. A frequência de lavagens do cabelo varia de pessoa para pessoa, então, vale à pena consultar com um dermatologista e observar as necessidades da superfície do couro, da raiz e comprimento do cabelo. Lavou bem as madeixas? Hora da hidratação.

A aplicação de produtos hidratantes, que pode ser feita em casa ou no salão, deixa muitas dúvidas quando o tema é frequência. "A hidratação deve ser feita de acordo com o tipo de cabelo. Cabelos muito finos requerem pouca hidratação, uma vez por mês pode ser o suficiente", afirmou a dermatologista. Os fios intermediários, nem muito finos e nem muito grossos, podem receber a hidratação uma vez por semana.

Já os cabelos crespos, por serem naturalmente mais ressecados, precisam de hidratações mais frequentes. De acordo com a médica, a atenção para os fios quimicamente tratados deve ser redobrada: "Seja por tingimentos, descolorações, progressivas ou alisamentos, esses cabelos ficam mais fragilizados e necessitam de uma frequência maior de hidratação que pode ser de até duas vezes na semana". 

*Sob supervisão da repórter Mayra Lopes