Saúde

IVI Salvador apresenta 2 trabalhos no maior congresso de medicina reprodutiva da Europa

Um deles foi sobre “Desenvolvimento embrionário e avaliação citogenética de zigotos que se apresentaram apronucleados após 18 a 20 horas de fertilização in vitro” e o outro “Avaliação da relação entre o valor do DNA mitocondrial e a qualidade dos embriões euplóides

Redação iBahia

Em tempos de pandemia, o maior congresso europeu dedicado à área de medicina reprodutiva também se adaptou. O encontro da ESHRE - European Society of Human Reprotuction and Embriology, realizado na última semana, foi online e reuniu 7800 especialistas de todo o mundo. O Grupo IVI, que mantém uma unidade em Salvador, foi um dos destaques do congresso, tendo apresentado mais de 50 trabalhos, sendo 2 gerados pela IVI Salvador.

Em 2020, a ESHRE chegou à sua 36ª edição e a opção por realizar online foi um ajuste para seguir com seu ideal, de trazer para o cenário da medicina, importantes estudos e descobertas que podem fazer a diferença na vida de muitos casais, homens e mulheres em busca da realização de seus sonhos.

“Um dos pilares da clínica IVI Salvador é investir em pesquisa e inovação. Nós, assim como todas as clínicas do grupo espalhadas pelo mundo, buscamos soluções para melhorar a cada dia a nossa atuação. Por isso, é que colhemos dia após dia, taxas mais crescentes de sucesso nos tratamentos que realizamos”, explica a Diretora Médica do IVI Salvador, Dra. Genevieve Coelho. O avanço nas pesquisas da medicina reprodutiva por parte do Grupo IVI já ajudou mais de 200.000 crianças a nascer ao redor do mundo.

Os especialistas da clínica IVI Salvador apresentaram dois trabalhos durante os dias de reunião online. Um deles foi sobre “Desenvolvimento embrionário e avaliação citogenética de zigotos que se apresentaram apronucleados após 18 a 20 horas de fertilização in vitro” e o outro “Avaliação da relação entre o valor do DNA mitocondrial e a qualidade dos embriões euplóides”.

A marca de 52 trabalhos apresentados em 2020 mostra que o investimento em pesquisa vem sendo mesmo uma prioridade do Grupo IVI, que ao longo dos anos, vem expandindo a sua presença dentro do congresso. Em 2019, na edição de Viena, haviam sido 49 trabalhos. Do total deste ano, foram 22 exposições orais e outros 30 painéis. Investir em pesquisa é prioridade do IVI. O grupo tem mais de 1900 publicações científicas e desenvolve 15 linhas de pesquisa.

ESHRE

O congresso originalmente seria na Dinamarca esse ano, caso a pandemia não fosse uma realidade. Mesmo tendo sido realizada em versão virtual, a reunião contou com números bastante expressivos. No total, foram 74 sessões, com 261 comunicações orais, 53 palestras de convidados e 810 painéis com os estudos mais recentes.

Tags: Saúde, IVI, salvador