Saúde

Lipoaspiração é o procedimento cirúrgico que mais mata no Brasil

Apenas neste ano, foram 6 mortes. Em todos os casos, médicos sem especialização estavam à frente do procedimento

Redação iBahia (redcao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Ter a silhueta desejada é bom e faz bem, caprichar no visual melhor ainda, mas tem que ter cuidado. O número de cirurgias estéticas feitas no Brasil vem crescendo ao longo dos anos, no ano de 2015, creca de 900 mil cirurgias estéticas foram feitas no Brasil, procedimentos que podem ser perigosos e até matar.


Com a grande procura por esse procedimento fez também aumentar a quantidade de casos envolvendo complicações e mortes em decorrência de erros em alguma etapa do processo cirúrgico.  Geralmente os casos fatais estão ligados, na maioria dos casos, à falta de qualificação do médico. Para um médico estar habilitado em cirurgia plástica, ele precisa passar por 5 anos de residência médica, 2 anos em cirurgia geral e mais 3 anos em cirurgia plástica


O último levantamento feito pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica apontou que, em 2016, seis pessoas morreram em decorrência de complicações da lipoaspiração. O detalhe é que, em todos os casos, um médico não especializado foi o responsável pelo procedimento.


SERVIÇO


É sempre importante que o paciente antes de realizar o procedimento cirúrgico certifique a certifique a formação do médico, basta acessar o site da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e verificar se o nome do profissional está cadastrado.


Isso pode ser feito também através de um aplicativo. A SBCP lançou recentemente um aplicativo para smartphones que contém informações sobre procedimentos reparadores e estéticos, além de dados do profissional associado, como endereço e telefone para contato.Além disso, é preciso estar atento a alguns pontos importantes.


 Preços baratos

Desconfie de valores aquém daqueles praticados pelo mercado. Apesar de serem tentadores, eles não condizem com a estrutura e o conhecimento necessários para que uma cirurgia seja feita de forma segura;


 Estrutura

Só realize a cirurgia em ambiente hospitalar que dispõe de UTI, centro cirúrgico adequado e toda a infraestrutura necessária para um procedimento deste porte. Intervenções realizadas em lugares diferentes deste são um convite ao insucesso e um risco à vida.