Saúde

Mãos ressecadas por causa do álcool em gel? Veja o que fazer

Álcool em gel é um importante aliado no combate ao coronavírus

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Uma das principais medidas para o combate ao novo coronavírus é manter a higiene das mãos, lavando-as com água e sabão ou utilizando álcool em gel a 70%. Não há dúvida entre os especialistas que ele é extremamente eficiente na higienização das mãos. No entanto, o uso excessivo, ou seja, mais de seis vezes ao dia, pode causar ressecamento da pele.

Mas é possível amenizar ou prevenir esses efeitos. De acordo com especialistas, a preferência deve ser por lavar as mãos com água e sabão, especialmente se a pessoa estiver em casa. O ideal é usar o álcool em gel apenas quando não se tem acesso a um local para lavá-las, de acordo com o dermatologista Paulo Criado, Coordenador do Departamento de Medicina Interna da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD).

Outra dica é, após a aplicação do álcool em gel, espere a secagem e utilize um hidratante específico para esta área. Hidratantes que possuem glicerina e óleos vegetais na fórmula têm alto poder de hidratação. Caso a pele esteja muito ressecada, vale optar por um produto que contenha ureia.

Para idosos e crianças, que têm a pele mais fina e sensível, uma possibilidade é um hidratante que não tenha perfume, conservante e corante para não causar ainda mais sensibilidade alérgica.