Saúde

Não há comprovação que curados do covid- 19 estejam imunes à doença, diz OMS

Comunicado foi feito após governantes defenderem o retorno de pessoas que tenham sido infectadas anteriormente e estão curadas

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em


A Organização mundial da Saúde (OMS) anunciou nesta sexta-feira (24) que não existem evidências científicas que comprovem que pessoas que se recuperaram do coronavírus não podem ser infectadas novamente. Comunicado foi feito após governantes defenderem o retorno de pessoas que tenham sido infectadas anteriormente e estão curadas.

"As pessoas que assumem que estão imunes a uma segunda infecção porque receberam um resultado positivo no teste podem ignorar os conselhos de saúde pública. O uso de tais certificados pode, portanto, aumentar os riscos de transmissão continuada", destacou a OMS.

"A OMS continua revisando as evidências da respostas de anticorpos à infecção por SARS-CoV-2 (vírus da covid-19). A maioria desses estudos mostra que as pessoas que se recuperaram da infecção têm anticorpos para o vírus", diz o comunicado. "No entanto, algumas dessas pessoas têm níveis muito baixos de anticorpos neutralizantes no sangue, sugerindo que a imunidade celular também pode ser crítica para a recuperação", ponderou a organização.