Saúde

Para ampliar seu cardápio: conheça os benefícios ao consumir o abrunho na alimentação

Fruta garante mais saciedade e auxilia no controle do colesterol

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Já ouviu falar no abrunho? Essa fruta originária da Europa, vem da árvore abrunheiro que fornece flores e frutos indicados para o preparo de sucos e chás medicinais. Além disso, ela é altamente rica em vitaminas e nutrientes essenciais para o nosso organismo. Quer aprender mais sobre esse alimento? Confira abaixo:

Abrunho tem alto teor de vitamina C e flavonoides (como o tanino)

O abrunho se destaca por ser uma fruta altamente imunizante isto é, fornece nutrientes que fortalecem o sistema de defesa do corpo e, consequentemente, previnem sintomas de gripes e resfriados. Isso ocorre, principalmente, por conta da presença de vitamina C e agentes flavonoides (como o tanino) que aumentam a resistência do organismo.

Faz bem para a saúde cardiovascular, da pele e dos cabelos

Por ter um alto teor de fibras e antioxidantes em especial, o tanino, o abrunho também ajuda a melhorar a saúde do coração, prevenindo uma série de problemas circulatórios. Além disso, os antioxidantes são fundamentais para a saúde da pele e dos cabelos, pois impedem a ação dos radicais livres e, a longo prazo, previnem o envelhecimento precoce.

Fruta é rica em pectina, um tipo de fibra solúvel

Outro diferencial do abrunho é que ele é fonte de pectina um tipo de fibra solúvel que garante mais saciedade e auxilia no controle do colesterol. Alimentos ricos em pectina, de uma forma geral, ajudam na perda de peso e a controlar os níveis de glicose. Por isso, o abrunho é muito indicado para quem busca uma dieta balanceada, voltada para a queima de gordura corporal e para a saúde do coração.

Ajuda no funcionamento do intestino

Você sabia que o abrunho também é ótimo para regular o aparato gastrointestinal? Além de fornecer pectina e vitamina C, essa fruta tem uma leve ação laxante, diurética e propriedades adstringentes que ajudam a tratar problemas intestinais, como prisão de ventre.