Saúde

Para ficar leve: conheça alimentação detox para equilibrar o organismo

O cardápio detox ameniza os estragos causados pela comilança e bebedeira

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Exagerou nas festas de fim de ano e não conseguiu regularizar a alimentação ainda? Calma, tem solução para você que não consegue resistir às tentações gastronômicas. A nutricionista Daniela Lasman, da Bodytech, garante que uma das opções é investir em um cardápio detox, que ameniza os estragos causados pela comilança e bebedeira.

O processo de detoxificação é realizado pelo próprio organismo sempre que necessário com a finalidade de eliminar ou reduzir a atividade de determinadas substâncias xenobióticas, ou seja, qualquer substância química ou molécula estranha ao organismo. Mas, as escolhas alimentares podem auxiliar neste processo. 

“O detox ocorre em todas as células do corpo e age principalmente no intestino e no fígado. O papel principal deste processo é ajudar na eliminação destes elementos prejudiciais à saúde por meio de urina, fezes e suor. Desta maneira, melhora-se o equilíbrio do corpo como um todo, tornando-o inclusive mais preparado para a absorção dos nutrientes”, esclarece a nutricionista Daniela Lasman.

Foto: reprodução / Freepik

Confira as dicas e o cardápio elaborado pela nutricionista:

Durante 7 a 15 dias, dê preferência para:

- Vegetais crucíferos: couve, espinafre, brócolis, couve flor. A cocção deve ser realizada no vapor por menos de 1,5 minuto. A ideia é que os alimentos não fiquem cozidos para não perder os nutrientes;
 - Chás: dente-de-leão, menta, camomila, chá verde, alecrim, capim limão. Consuma até um litro por dia;
- Temperos: pimenta preta, chili, gengibre, cominho, canela, páprica, mostarda, cúrcuma, curry, sálvia, coentro. A dica é incluir sempre alguma erva fresca + 1 a 2 condimentos sugeridos. Uma ótima combinação é pimenta do reino + cúrcuma (ou açafrão da terra). Juntas, uma ativa a ação da outra e tem ótima função termogênica;
- Azeite de oliva extravirgem;
- Cereais integrais: arroz integral, cevadinha, quinoa, milho;
- Sementes: de abóbora, de girassol, gergelim, chia, linhaça;
- Raízes e tubérculos;
- Carnes brancas: frango sempre que possível orgânico, peixes (de carne mais magra: Sant Peter, Pescada, Linguado, Bacalhau, Badejo, Dourado, Namorado, Linguado, Merluza, Sardinha);
- Ovo de galinha caipira;
- Beba água: a ingestão ideal é de 35ml/ Kg de peso/ dia.

Evite:

- Açúcares, mel;
- Carne bovina, porco, embutidos;
- Farináceos: macarrão, pão, biscoito;
- Manteiga, margarina, maionese;
- Leite e derivados;
- Refrigerantes e sucos artificiais (caixa ou pó);
- Bebida alcoólica;
- Café;
- Enlatados;
- Evitar adoçar bebidas, mas se achar necessário dê preferência ao adoçante Stevia. Isso vale para alimentos já adoçados.  Mesmo com polióis (exemplo: Xilitol), são carboidratos altamente fermentativos.

Foto: divulgação

Cardápio
Ilustrativo, quantidades e opções de alimentos são individualizados de acordo com o objetivo, necessidades, preferências e aversões

Café da manhã

Panqueca: 2 ovos caipiras + 1 banana nanica amassada + essência de baunilha ou canela à gosto + 2 colheres de sopa de farelo de aveia. Misturar todos os ingredientes e espalhar na frigideira

Lanche da manhã

1 fruta da época, como exemplo: pêssego, figo, kiwi, ameixa, 10 cerejas, 10 lichias ou ½ pitaya

Almoço

Salada (à vontade): folhas + legumes + fio de azeite extravirgem + pitada de sal marinho ou sal grosso moído na hora + 3 ovos de galinha caipira ou 8 ovos de codorna cozidos

Guarnição: brócolis e couve flor cozidos no vapor- 4 ramos grandes, por volta de 1 xícara + 4 rodelas de beterraba ou 4 colheres de sopa de cenoura refogadas

Sobremesa: 1 kiwi (cortar ao meio e comer com colherzinha) ou cacho de uva (por volta de 12 gominhos) ou 1 mexerica

Lanche da tarde

8 biscoitos de arroz integral pequenos ou 3 biscoitos de arroz grandes + 2 colheres de sopa cheias de homus para dividir entre os biscoitos

Jantar

Salada (à vontade): folhas + legumes + fio de azeite extravirgem + pitada de sal marinho ou sal grosso moído na hora + filé de peito de frango: 1 a 2 filés assados ou grelhados (total de 150g).

Para que o peito de frango fique temperado e úmido, faça um molho com a mistura de um ácido (vinagre de maçã ou sumo de limão ou de laranja, por exemplo), um óleo (que pode ser azeite extravirgem, óleo de gergelim) e temperos de sua preferência (como manjericão, orégano, alecrim), pimenta e sal para deixar os filés marinando por pelo menos 30min (dentro da geladeira) para só depois preparar.

Guarnição: vagem ou quiabo cozidos ou refogados - 4 colheres de sopa e 2 fatias de abóbora assada