Saúde

Preocupada com o pós-procedimento? Veja cinco alimentos que ajudam na cicatrização

Além de se hidratar, é importante buscar alimentos com nutrientes para repor nutrientes da pele

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

A satisfação com a própria aparência é algo buscado entre as pessoas. Com o avanço da medicina, é comum as pessoas buscarem procedimentos estéticos para gostarem mais do que olham no espelho. Para garantir o sucesso no processo, é importante cuidar da pele de diversas maneiras, e uma delas é a alimentação.

Cada procedimento pede um tipo de alimento diferente, de acordo com a necessidade de reposição de nutriente que é exigido pela pele.

Confira abaixo cada um dos procedimentos e os respectivos alimentos que ajudam no processo de cicatrização dele, em lista elaborada pela Revista Boa Forma.



  • Peeling

Conhecido também como exfoliação química, o peeling consiste na aplicação de agentes químicos sobre a pele. Os exemplos mais comuns são ácido retinóico, ácido salicílico e ácido glicólico. “O objetivo deles é causar uma destruição controlada, seguida por uma regeneração das camadas superficiais da pele”, afirma o dermatologista Felipe Coradin, da Clínica DUO+.

Quem faz o peeling não pode estar bronzeado. E deve aplicar o protetor solar a cada 3 horas para evitar a exposição ao sol, além de utilizar muito creme hidratante para diminuir a descamação e acelerar o processo de renovação.

Uma dica do que comer: cerejas. “Estudos mostram que a cereja possui nutrientes importantes que ajudam a produzir a melatonina (o aminoácido triptofano). Conhecido como hormônio do sono, ele possui atividade fotoprotetora, contribuindo para manutenção da pele saudável depois de passar por procedimentos estéticos”, explica Renato.

  • Laser

São muitos os tipos de lasers usados na pele hoje em dia. “Os ablativos — que provocam um desgaste da pele para estimular a sua regeneração natural — funcionam do mesmo jeito que o peeling, então possuem as mesmas indicações de cuidados. Já os que atuam nas camadas mais profundas da pele não apresentam nenhum cuidado específico após sua realização” diz Felipe Coradin.

Uma dica do que comer: para a cicatrização mais rápida, vale apostar nos mesmos alimentos que o peeling.

  • Botox

A toxina botulínica é injetada nos músculos do rosto, provocando o relaxamento da região. É indicada para prevenir e tratar rugas na testa e ao redor dos olhos. “O paciente é orientado a não deitar por 4 horas após a realização, não esfregar a região e evitar realizar atividades físicas o dia todo”, explica Felipe.

Uma dica do que comer: cenoura ou vegetais com carotenoides. “Os carotenoides, como licopeno e betacaroteno, estão presentes nos alimentos laranjas e vermelhos (tomate, mamão, abóbora e cenoura). Possuem a capacidade de reagir com os radicais livres, de proteger a pele contra raios UVB e promover uma modulação da espessura da epiderme, favorecendo uma firmeza cutânea e contribuindo para a evolução em tratamentos locais”, afirma o dermatologista Renato.

  • Preenchimento

Geralmente realizado com ácido hialurônico, consiste na aplicação dessa substância nas camadas abaixo da pele para reposição do volume, remodelamento do contorno facial, tratamento de sulco, rugas, cicatrizes e para o rejuvenescimento. “O procedimento é realizado de forma rápida e com anestesia tópica (cremes). Após a aplicação, o paciente é orientado a evitar atividade física intensa no dia”, diz Felipe.

Uma dica do que comer: melão. “Especialmente o tipo cantaloupe, possui uma alta concentração de enzimas antioxidantes que atuam diretamente na saúde da derme, atuando na prevenção e proteção dos danos causados pelo estresse oxidativo”, explica Renato.

  • Fios de sustentação

Os pequenos fiozinhos são colocados sob a pele com anestesia local. E têm a função de puxar e levantar a pele, além de estimular a produção de colágeno na região. O único cuidado que você deve tomar é evitar a movimentação excessiva na área tratada e dormir de barriga para cima durante uns quatro dias.

Uma dica do que comer:
frutas cítricas. “Laranjas, acerola, camu-camu e limão possuem altas concentrações de vitamina C, um nutriente essencial para a formação de colágeno” diz Renato.

  • Limpeza de pele

Queridinha de quem tem a pele mais acneica e cheia de cravos, o método é basicamente um ritual. “Geralmente há a aplicação de sabonetes, esfoliantes e cremes para realizar a higienização da cútis. E também realiza-se a retirada manual de cravos”. O processo pode deixar seu rosto um pouco vermelho e irritado por algumas horas.

Uma dica do que comer: sementes de chia. “Ricas em ômega-3, um ácido graxo que atua na reparação tecidual, facilita e acelera o processo de cicatrização”, diz Renato.