Coronavírus

Própolis pode ser aliado no combate contra a covid-19, diz estudo incial

Pesquisa está sendo realizada com pacientes do Hospital São Rafael, localizado em Salvador (BA)

Redaçaõ iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

De acordo com um estudo inicial feito pelo Instituto D’or e o Hospital São Rafael de Salvador (BA), o uso do própolis apresentou bons resultados em pacientes contaminados com novo coronavírus.

A pesquisa foi feita com 124 pacientes internados com covid-19 no Hospital São Rafael entre junho e agosto de 2020. Todos eles receberam o tratamento padrão contra a doença, enquanto 40 pessoas receberam 400 miligramas diárias de própolis, outros 42 receberam 800 miligramas e 42 não a receberam.

De acordo com o estudo, o própolis se mostrou responsável pela diminuição da intubação e do índice de lesão renal grave em decorrência da doença.

Pesquisadores explicaram que o uso do produto pode interferir diretamente na proteína enzima conversora da angiotensina 2 , ou ECA2, que está ligada à disseminação do novo coronavírus no corpo do infectado. Ou seja, o uso do composto natural pode diminuir o potencial inflamatório da doença.


Porém, o própolis não serve como prevenção contra a covid-19 e os estudos indicam que ele pode auxiliar no impacto de pessoas hospitalizadas com a doença, mas ainda não há certeza sobre o fato.