Saúde

Proteja seu organismo e emagreça: veja os benefícios da cebola

O alimento é rico em hidratos de carbono, enxofre, vitaminas, fibras, minerais e betacaroteno

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

A cebola, queridinha dos happy hour e dos temperos culinários, é um poderoso alimento para a saúde. O alimento é rico em hidratos de carbono (que fornecem energia para o corpo), enxofre, vitaminas (A, B1, B2, C, K e P), fibras, minerais e betacaroteno.

A nutricionista Paola Lisboa, da Taeq, explicou que a cebola é uma aliada do sistema imunológico. "A cebola contém quercetina, um flavonoide responsável por diversas funções no organismos, entre ela melhorar alergias respiratórias como asma e bronquite, ajuda a melhorar inflamações e age no combate ao câncer", disse a especialista.

Foto: reprodução / Pixabay
Quer mais motivos para inserir a cebola no cardápio alimentar? Veja lista de benefícios

1- Aliada do emagrecimento: "A cebola tem poucas calorias, é rica em fibras e é diurética, o que aumenta a saciedade, melhora a digestão e ajuda na eliminação de toxinas do organismo", explicou a  nutricionista Bruna Rafaella Faria para Revista da Mulher.

2- Melhora furúnculos e hemorragias: "Com ação anti-inflamatória e antisséptica, você pode colocar uma rodela de cebola no local e tampar até o dia seguinte", aconselhou Paola Lisboa.

3- Melhora a circulação: a presença dos minerais melhora a circulação sanguínea. "Ela ajuda na prevenção da formação de coágulos, deixando o sangue mais fluido. Consequentemente, isso melhora a circulação”, esclareceu a nutricionista Cynthya Abreu à Revista da Mulher.

4- Ajuda no funcionamento do organismo: as fibras da sua composição melhoram a saúde intestinal.

5- Aliada da saúde da pele: a presença do betacaroteno contribui para a saúde da pele e proteção da visão. Além disso, a cebola é rica em enxofre, tornando-a antisséptica e antibiótica ao agir organismo.

6- Contribui para o controle da glicemia
: “A cebola é rica no nutriente cromo e glucoquinina, que ajudam na regulação do açúcar no sangue e também no controle da insulina, agindo como insulina vegetal”, pontuou Bruna.



Fontes:
* Paola Lisboa - nutricionista clínica e funcional (CRN- 15100233)
*Bruna Rafaella Faria - nutricionista clínica
* Cynthya Abreu - nutricionista clínica