Saúde

Qual escova de dente você usa? Escolha faz diferença para a sua saúde bucal

Professora de odontologia lista cuidados para ter com a manutenção da higiene na região

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Você já prestou atenção em qual tipo de escova de dente que você utiliza? Ou de quanto em quanto tempo a escova de dente é trocada? Esse tipo de cuidado com a saúde bucal é por vezes negligenciado por diversas pessoas, o que afeta o estado geral de uma pessoa.

É o que explica Cristal Carvalho, doutora em Odontologia e professora da Unime Lauro de Freitas. “A saúde geral está diretamente relacionada com a saúde bucal. Por isso, é importante realizar a correta higienização, para reduzir a quantidade de bactérias, vírus e fungos presentes na boca, além de visitar regularmente o dentista”, afirma. A especialista listou alguns dos principais ponntos a se atentar para fazer uma boa higienização da boca e dos dentes. Confira:

Mantenha uma boa escovação
Os dentes devem ser escovados pelo menos 3 vezes ao dia. Segundo Cristal, a correta higienização já ajuda a evitar problemas como a cárie dentária, a halitose (mau hálito) e doenças periodontais, marcadas pela inflamação da gengiva.

Atenção à limpeza e troca da escova

Está usando a mesma escova de dentes há um ano? A professora informa que o item deve ser trocado a cada três meses. A substituição deve ser feita também se a pessoa estiver se recuperando de alguma doença, testou positivo para o novo coronavírus ou há suspeitas de ter tido a Covid.

Observe o tipo da escova

Cristal conta que a fim de manter os cuidados com a boca, é preferível aquelas escovas com a cabeça pequena. Além disso, ao contrário do que muita gente pensa, vale optar pelas que possuem cerdas macias ou extra-macias. “Não é a ‘dureza’ da cerda da escova que trará eficiência para a escovação, mas sim a execução da técnica de forma correta”, lembra.

Use o fio dental 

Se você é daqueles que sempre se esquece do fio dental, a especialista informa que esse é um grande aliado da saúde bucal e deve ser usado sempre que possível combinado à escovação. Como seu uso demanda um pouco mais de tempo, pelo menos é importante usá-lo junto com uma daquelas 3 escovações recomendadas. “Isso porque o fio atinge espaços entre os dentes, onde a escova não alcança”, explica.

Não tenha medo de visitar o dentista

Normalmente, a frequência indicada para ir ao consultório é de uma vez ao ano. “Após avaliação profissional, no entanto, pode haver a necessidade de reduzir o intervalo entre as consultas”, pontua Cristal.

Com a pandemia, muitas pessoas até deixaram de ir ao dentista por medo da Covid-19. Mas a professora destaca que existe todo um protocolo de biossegurança seguido pelos profissionais para minimizar os riscos. Isso inclui desde a aferição de temperatura no consultório até uma completa investigação junto ao paciente sobre se teve contato com alguma pessoa infectada ou apresentou febre e sintomas respiratórios nos últimos 14 dias.