Saúde

Quer cuidar da tireoide? Confira alimentos ricos em iodo que ajudam na saúde

Para aumentar os níveis de iodo no organismo, o mais indicado é investir no consumo de peixes (salmão, bacalhau e truta, por exemplo)

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br )

O Dia Internacional da Tireoide acontece hoje (25) e marca a conscientização das pessoas sobre problemas na glândula endócrina, localizada na parte anterior do pescoço, responsável pela produção de hormônios que regulam diversas funções. Quando ela não funciona corretamente, pode liberar hormônio em excesso, conhecido como Hipertireoidismo, ou em quantidade insuficiente, o Hipotireoidismo. Porém, para garantir o equilíbrio hormonal é importante cuidar da alimentação. Pensando nisso, a Taeq listou alguns alimentos com iodo que ajudam a evitar problemas na tireoide. Confira:

Foto: Reprodução/ Shutterstod

Por que o iodo é tão importante para o funcionamento do organismo?
Assim como a maioria dos minerais e das vitaminas, o iodo é considerado indispensável para o funcionamento do organismo. De acordo com a nutricionista Carine Rodrigues, é muito importante manter uma dieta rica nesse mineral.

"O iodo é um nutriente essencial para a síntese de hormônios tireoidianos, como tiroxina (T4) e triiodotironina (T3), que são fundamentais para o desenvolvimento fetal, regulação metabólica das células e para o crescimento físico e neurológico dos seres humanos. As principais fontes de iodo são peixes marinhos, crustáceos, leite, ovos e sal de cozinha. Vale destacar que a deficiência de iodo pode causar doenças como o bócio e o cretinismo", explica a profissional.

Peixes e crustáceos são fontes de iodo, vitaminas, ômega 3 e outros nutrientes importantes
Para aumentar os níveis de iodo no organismo, o mais indicado é investir no consumo de peixes (salmão, bacalhau e truta, por exemplo) e crustáceos (camarão, lagosta, siri e caranguejo). Esse tipo de comida tem alto teor de iodo (e de outros minerais) e, por isso, não pode ficar de fora da dieta. De acordo com a nutricionista, esse tipo de comida fornece vários nutrientes importantes para a saúde.

"Peixes e crustáceos são ótimas opções de proteína, pois possuem baixo teor de gordura, são fontes de ferro, vitamina B12, cálcio, fósforo, iodo e ômega 3 (que auxilia na prevenção de doenças cardiovasculares e neurológicas)", complementa Carine.

Leite tem alto teor de iodo, além de ser fonte importante de cálcio e vitamina D
Que tal aumentar o consumo de leites e derivados no dia a dia? Muita gente não sabe, mas esse alimento funciona como importante fonte de iodo - auxiliando de forma direta no controle dos hormônios. Além disso, ele é rico em vitaminas e minerais importantes, que não podem faltar na alimentação diária.

"O leite é uma excelente fonte de cálcio e vitamina D, nutrientes essenciais para a construção e manutenção da massa óssea", afirma a nutricionista. Vale destacar que a vitamina D é muito importante para o equilíbrio do corpo, pois ajuda a manter o sistema imunológico em bom funcionamento. Além disso, ao contrário do que parece, a vitamina D não pertence de fato ao grupo das vitaminas. Ela, na verdade, é um tipo de hormônio esteróide e, por isso, também ajuda muito a controlar os hormônios de uma forma geral.

Ovos são fontes de iodo e vitaminas indispensáveis
Outra dica interessante para manter níveis altos de iodo e vitamina D no organismo é consumir ovos no dia a dia. Você pode preparar omeletes, saladas e diferentes receitas usando esse alimento - basta usar a criatividade! "O ovo também é uma boa fonte de proteínas, é rico em vitaminas A, D, E, K e B12, além de conter colina, um nutriente essencial para gestantes, pois atua no desenvolvimento cerebral fetal", finaliza Carine.

Outros alimentos ricos em iodo que podem fazer parte da dieta: algas marinhas, feijão branco, morango, ameixa e vagem.