Saúde

Quer ter uma vida saudável? Veja os benefícios de fazer trilha

Essa modalidade traz benefícios para a saúde física e mental

Revista ABM

Praticar esporte é essencial para a saúde, e para quem gosta de ficar em contato com a natureza e superar desafios, fazer trilha é bem interessante. Além de trazer inúmeros benefícios, a atividade estimula o espírito aventureiro e desafiador, o que fascina bastante quem curte corrida ao ar livre.

Além de aprender a ter mais contato e respeito com a natureza, quem faz trilha descobre outros benefícios, como melhorar a saúde física e mental, proporcionar bem-estar e qualidade de vida, uma vez que esse esporte possibilita superação e desafios que são muito estimulantes:
Foto: Revista ABM
• Pode ser apenas uma caminha despretensiosa para aliviar o estresse;

• Ou grandes travessias carregadas de surpresas e emoções;

• É uma forma de testar os limites em corridas, atravessando rios e subindo e descendo montanhas;

• Excelente para aprender, e por em prática, orientação e estratégia;

• Dá para agregar outros esportes, como Rafting ou Rapel em cachoeiras, por exemplo;

• Possibilita fazer novos amigos e aprender novas culturas;

• Oportunidade de estar em contato com belas e deslumbrantes paisagens que nunca foram manipuladas pelo homem.

Ajuda a aliviar a depressão


De acordo com pesquisas e estudos realizados por universidades e publicações especializadas, caminhar em contato com a natureza melhora os níveis de depressão e do estresse, e está relacionado com uma melhor saúde mental, e maior positividade.

Estudos também mostraram que interagir com a natureza dá descanso ao cérebro da superestimulação a que ele é submetido todos os dias, o que pode ter um efeito reparador nos níveis de atenção.

Outros benefícios para saúde

• Combate o colesterol ruim e estimula a circulação sanguínea;

• Melhora a capacidade cardiorrespiratória e a densidade óssea;

• Favorece o controle do diabetes e da hipertensão;

• Combate a insônia

Requisitos básicos para fazer trilha


Mas só gostar da natureza e ter espírito aventureiro não basta para começar a fazer trilha. Quem decide praticar geralmente já tem algum treinamento, como a corrida de rua, ou de outro esporte de força e resistência, como o Mountain Bike, por exemplo.

O educador físico Diogo Andrade, especialista em marketing esportivo e diretor técnico da Triação, academia de Salvador especializada em assessoria esportiva indicas alguns cuidados:
Foto: revista ABM
• A saúde ter que estar em dia, e os exames médicos atualizados;

• Fazer musculação e atividade física para adquirir força, flexibilidade e capacidade aeróbica;

• Conhecer bem suas limitações;

• Ter a assessoria de um educador físico experiente nessa modalidade, que vai preparar uma rotina específica de condicionamento e treino.

Há 14 anos o urologista Frederico Mascarenhas se dedica às corridas de ruas, e há algum tempo vem se preparando para fazer trilhas - já chegou a percorrer alguns quilômetros na Chapada Diamantina. “Venho descobrindo nesse esporte uma atividade que me deixa muito animado com os obstáculos e o desafio que vou encontrando”.

O médico destaca que, embora alguns exercícios e atividades utilizadas na corrida de rua ajudem nas corridas de trilha, outros cuidados específicos devem ser realizados com regularidade:

• Treinos em ladeiras íngremes, em escada ou areia da praia são essenciais;

• Não descuidar da musculação, com fortalecimento dos membros inferiores e do tronco, mais especificamente o abdome, glúteos e coxas;

• Fazer a rotina de treino mesclando dias de treino de corrida com dias de musculação dedicada àqueles grupos musculares mais demandados durante a prova.

A médica cirurgiã Aline Mano, além de competir em trilhas faz corrida e canoagem, o que a ajuda muito no treino e na experiência da aventura, que começou ainda na infância. “Minhas primeiras experiências começaram quando eu era criança e ia com minha mãe e meu irmão fazer passeios na Mata Atlântica e na floresta da Tijuca, no Rio de Janeiro. Me sentia a própria “Indiana Jones”.
Foto: Revista ABM
Tipos de trilha

Hiking (percursos curtos, indo e voltando no mesmo dia)

Trekking (percursos longos ou travessias, com pernoite no caminho)

Trail Run (corridas de trilha)

Rogaine (provas de orientação)

Regiões procuradas

Na Bahia, os locais mais procurados, e que oferecem boa experiência, estão na região de Santo Amaro e alguns pontos do litoral do Recôncavo; na Serra da Jiboia (no município de Santa Terezinha); toda a Chapada Diamantina; e até em locais mais próximos a Salvador, como Feira de Santana.

Um pouco mais longe, em Sergipe, um dos locais mais procurados é em Canindé do São Francisco, onde também acontecem algumas provas, como a Xingó Trail Run, realizada recentemente e considerada uma corrida dura, mas de paisagens deslumbrantes.

Cuidados e providências durante a trilha:

• Nunca ir sozinho

• Levar um kit de primeiros socorros

• Ficar atento para a reposição e consumo de agua e alimentação – levar suplemento de carboidratos e água suficiente para o percurso da prova;

• Calçar tênis específico - com solados apropriados para o terreno a ser percorrido;

• Vestir roupas com proteção contra raios solares;

• Luva para se proteger nas rochas e vegetação local.



Experiente em corridas de meia maratona, a enfermeira Celeste Moura se dedica a competições em trail run e já enfrentou provas bem técnicas e desafiadoras.  Ela destaca que é muito importante ter acompanhamento e supervisão de uma equipe profissional quando o desafio é competir.

“Contar com o apoio de uma assessoria esportiva é essencial para nos ajudar a escolher as competições que devemos participar, além de orientar as estratégias durante a prova, para que a linha de chegada seja sempre um motivo de emoção, alegria e comemoração”.