Saúde

Redução das mamas muito grandes alivia dores nas costas

De acordo com a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, 141 mil procedimentos de redução de mama foram realizados no Brasil em 2016

Evelin Azevedo, da Agência O Globo
Algumas mulheres sonham em colocar silicone para aumentar os seios. Outras, pelo contrário, têm o desejo de diminuir o tamanho das mamas, seja por estética ou por uma questão de saúde. A cirurgia de redução mamária é indicada para aquelas que sentem fortes dores nas costas, nos ombros e no pescoço por conta do peso dos seios.
— A cirurgia é recomendada para aquelas pacientes que têm uma glândula mamária muito aumentada, o que acaba provocando prejuízo na vida social da mulher, tanto na parte estética quanto na funcional, quando dificulta a realização de atividades físicas, por exemplo — afirma o cirurgião plástico Seung Lee.
De acordo com a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, 141 mil procedimentos de redução de mama foram realizados no Brasil em 2016 (último levantamento da instituição). A intervenção só pode ser realizada em mulheres cujos seios já estejam totalmente desenvolvidos, o que ocorre por volta dos 18 anos de idade.
A operação dura cerca de duas horas, mas o pós-operatório é longo: a paciente precisa evitar esforço físico, não deve elevar os braços acima dos ombros e tem que usar o sutiã cirúrgico 24 horas por dia durante o primeiro mês e 12 horas no segundo. Após três semanas, estará liberada para dirigir e trabalhar.
Segundo o ortopedista Luiz Cláudio Lacerda Rodrigues, da clínica L&L Ortopedia, o alívio nas costas depois da redução mamária é sentido rapidamente. Já as lesões na coluna podem ser irreversíveis:
— Mama muito volumosa piora a postura da mulher, que tende a ficar um pouco mais inclinada para a frente, o que provoca sobrecarga nos discos intervertebrais (que ficam entre uma vértebra e outra na coluna), e isso leva a um processo degenerativo mais precoce.