Saúde

Saiba como passar protetor solar da forma correta

Médico explica que é preciso seguir uma única direção, seja horizontal ou vertical; passar em círculos faz com que muitas partes fiquem desprotegidas

Clarissa Pains, da Agência O Globo

Protetor solar é muito eficaz para evitar o câncer de pele, mas a maioria das pessoas usa o produto da forma errada: em pouca quantidade e de forma não homogênea sobre a pele. Esta é a conclusão de um estudo publicado nesta quarta-feira no periódico internacional “Acta Dermato-Venereology”. A principal implicação é que, mesmo usando filtro solar, grande parte da população está exposta ao risco de desenvolver câncer, porque não está verdadeiramente protegida.

Então, qual é, afinal, a maneira correta de se aplicar o filtro solar? O médico Murilo Drummond, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e professor da pós-graduação do Instituto Carlos Chagas, responde a essa pergunta nos itens abaixo.

Foto: Reprodução
Quando passar
O horário ideal para aplicar o protetor solar é meia hora antes de se expor ao sol. Nem muito antes — senão o efeito vai acabar logo — nem depois.

Quanto usar
A quantidade correta para cobrir todo o rosto é uma colher de chá cheia.

— E não se deve esquecer as orelhas — lembra o médico. — A maioria das pessoas não passa protetor nessa região do rosto.

Já no corpo, o total usado deve ser de duas a três colheres de sopa cheia.

— Sem esquecer de passar no peito do pé. É outro esquecimento muito comum — diz o dermatologista.
Foto: Reprodução
Como espalhar
Deve-se colocar sobre a pele uma camada grossa do filtro, e espalhá-la sempre numa mesma direção, fazendo linhas paralelas. Pode-se passar somente na horizontal ou somente na vertical, por exemplo. Nunca de maneira circular.

A razão disso é que, quando se passa de forma circular, a aplicação costuma não ficar uniforme, porque a pessoa passa a mão várias vezes no mesmo lugar. Logo, ela acaba retirando, sem querer, o produto em algumas áreas da pele.

Como escolher o fator de proteção
A recomendação é usar sempre um produto com Fator de Proteção Solar (FPS) mais alto do que a pessoa acha que precisa. Preferencialmente, optar por fatores de 50 para cima.

— Em geral, as pessoas subestimam a quantidade de filtro solar. Por isso, meu conselho é que elas usem um FPS mais alto, para que, mesmo se não passarem a quantidade adequada, fiquem protegidas. É uma forma de "compensar" uma aplicação não tão correta — afirma Murilo Drummond.

Dicas gerais
A dica mais importante é não economizar no protetor.

— Filtro solar não é para durar o verão inteiro — diz o dermatologista. — É para ser usado em grandes quantidades, em cada aplicação. Se o filtro está "rendendo" muito, é porque algo está errado.

Outra sugestão importante é escolher um protetor de spray, caso a pessoa não tenha paciência para espalhar o produto sobre a pele. Quem quer gastar menos tempo aplicando o filtro, deve optar por um de spray, mas sem esquecer de cobrir todo o corpo.

O médico também destaca que o filtro solar não afasta a necessidade de usar roupas com proteção ultravioleta (UV) e chapéus, sempre que possível.