Saúde

Saiba mais sobre a dieta alcalina, alternativa para emagrecer

Alimentação consiste basicamente consiste em acrescentar mais cereais, verduras e frutas

Redação Dino

A dieta alcalina, ou dieta do pH, que promete emagrecer e deixar o corpo livre de toxinas, vem conquistando cada vez mais adeptos. O objetivo é ajustar o pH de sangue de forma a deixá-lo mais alcalino, o que favorece a eliminação de toxinas. A dieta basicamente consiste em acrescentar mais cereais, verduras e frutas na montagem do prato e deixar de lado as carnes vermelhas e o leite integral. 

Foto: Divulgação

A dieta visa a reeducação alimentar e coloca no cardápio alimentos saudáveis, como frutas, verduras e legumes e corta as carnes vermelhas, farinhas brancas e industrializados que são prejudiciais à saúde quando consumidos em excesso. A chave é a moderação, que pode transformar a dieta em uma reeducação alimentar. Continue lendo este artigo para saber como ela funciona e como obter os melhores resultados.

Retenção de líquidos

A dieta alcalina ajuda a diminuir a retenção de líquidos por manter o pH do sangue mais alcalino, promovendo a eliminação de toxinas. Qualquer alimento gera um resíduo tóxico, naturalmente diluído em água pelo organismo. Portanto, quanto mais toxinas ingeridas, maior a retenção de líquidos. 

Alimentos integrais

A vantagem desse tipo de dieta é o estímulo do consumo de alimentos integrais, o que contribui para a qualidade nutricional da alimentação e também para a melhora da digestão. O aumento no consumo de alimentos integrais diminui o índice glicêmico, reduz a liberação de insulina corporal e favorece a saciedade.

Grupos alimentares

Diferente de outras dietas restritivas, a dieta alcalina abrange todos os grupos nutricionais, embora priorize aqueles que deixam o sangue mais alcalino. Isso garante que a alimentação seja o mais próximo possível de uma alimentação balanceada. Entretanto, é necessário cuidado e orientação médica. Pessoas que sofrem de anemia devem evitar aderir a dieta, já que a carne vermelha é restrita.

Adeus, industrializados

Os alimentos industrializados estão fora da dieta alcalina. Além de serem ricos em sódio, substância que ajuda a acidificar o sangue e, comprovadamente promove perda de massa óssea e causa cálculo renal, eles também são muito calóricos. A dieta pode se tornar monótona devido à baixa variedade de alimentos, portanto, para mantê-la interessante basta adicionar ervas e temperos aromáticos, como a salsa, coentro, alecrim e o manjericão.

Entretanto, a dieta não conta calorias e não há comprovação científica de que a eliminação de toxinas esteja ligada à perda de peso.