Saúde

Saiba mais sobre os alimentos diuréticos e como ajudam a perder peso

De acordo com a nutricionista, de nada adianta consumir muitos alimentos e chás diuréticos se a ingestão de água estiver abaixo do ideal

Revista ABM

Diurético é qualquer substância que promova a diurese, ou seja, a eliminação de líquido pelo organismo através da urina e, consequentemente, reduzindo a retenção hídrica. Os diuréticos podem ser remédios (utilizados por pessoas com hipertensão arterial, por exemplo), ou alimentos e chás específicos. Os alimentos diuréticos reduzem a quantidade total de líquido do organismo e, em função disso, auxiliam na perda de peso, uma vez que a retenção hídrica é responsável por aquele aspecto de “inchaço”.

Porém, como alerta a nutricionista Vitória Mello, especialista em nutrição estética e funcional, os diuréticos não promovem emagrecimento. “Emagrecer é diferente de perder peso. O emagrecimento é perda de tecido adiposo, ou seja, perda de gordura corporal. E isso é muito confundido pelas pessoas”.  

Mas ela destaca que quando existe uma hidratação adequada associada ao consumo de alimentos diuréticos, é possível, sim, ver uma redução de peso na balança. “Isso se deve à água que está sendo eliminada do corpo, o que é também muito positivo, pois além de reduzir o peso e o inchaço, reduz as medidas e melhora o aspecto das celulites”, explica.

O diurético mais poderoso

Foto: reprodução / revista ABM
É a ÁGUA!  De acordo com a nutricionista, de nada adianta consumir muitos alimentos e chás diuréticos se a ingestão de água estiver abaixo do ideal, já que, dessa forma, o corpo vai reter mais líquido para “se proteger”, e o metabolismo fica menos eficiente.

“E sempre vai ficar com o aspecto de inchaço, simplesmente pela baixa hidratação. Então, é imprescindível garantir uma boa ingestão de água”, explica ela.

O consumo de água indicado é, no mínimo, 35 ml/kg por peso. Ou seja, quem pesa 70 kg (70 x 35) precisa beber, no mínimo, 2450 ml de água dia (2,45 L).

Os 10 alimentos mais diuréticos:

  • Cafeína (café, chá verde, chá preto, cacau)
  • Salsão ou salsinha
  • Abacaxi 
  • Melancia
  • Pepino
  • Água de coco
  • Abobrinha
  • Chuchu
  • Melão
  • Alface

Na composição destes alimentos, boa parte é água. Na melancia, por exemplo, chega a ser de 99%, e no abacaxi, 85%. Com isso, aumentam a frequência urinária, e possuem bons níveis de potássio, que aumenta a excreção de sódio. A cafeína também estimula maior eliminação de líquido pelos rins.

Para eliminar líquido mais rápido

A nutricionista destaca que os alimentos diuréticos não funcionam com ação rápida e intensa, como os medicamentos diuréticos, e precisam estar associados a um estilo de vida saudável. Portanto, a melhor forma de desinchar e eliminar líquido de forma mais rápida e efetiva é a seguinte:

  • Controle o consumo de sódio na dieta. Reduza a adição de sal no preparo dos alimentos, e evite o consumo de alimentos industrializados, como molhos e temperos prontos, salgadinhos, embutidos etc.
  • Evite ao máximo o consumo de carboidratos refinados como biscoitos, pães, massas, farináceos de forma geral, e substitua por carboidratos de melhor qualidade, como raízes e cereais integrais.
  • Consuma água na quantidade adequada todos os dias (35/ml/kg por peso).
  • Inclua na dieta os alimentos diuréticos e também as fibras, como folhosos, frutas e legumes.
  • Pratique atividade física regularmente. Além de auxiliar na eliminação de líquido e no emagrecimento, também é eficaz no processo circulatório, o que reduz o inchaço.
    Foto: reprodução / revista ABM

Cuidado no consumo de chás 

De acordo com a nutricionista, as ervas diuréticas ajudam no processo de perda de peso e na eliminação do inchaço. Contudo, ao consumir a mesma erva diariamente, principalmente em doses elevadas, acima das concentrações recomendadas, pode gerar uma sobrecarga hepática e promover graves danos ao fígado.

“As pessoas costumam pensar “se é natural eu posso consumir à vontade”, mas não funciona assim. Muitas pessoas passam a ter graves danos hepáticos derivados do consumo exagerado de chás”, reforça ela.

Como consumir: variar as ervas diariamente; não passar de 500 ml por dia; respeitar a diluição correta (01 colher de sobremesa da erva para 250 ml de água); e se hidratar bastante.

Os chás diuréticos são:

  •  Chá verde
  • Hibisco
  • Cavalinha
  • Cabelo de milho
  • Carqueja
  • Salsão ou salsinha

 

Receitas de suchás para ajudar contra a retenção hídrica:

Suchá de chá verde com abacaxi congelado, pepino e hortelã – 01 xícara de chá da folha do chá verde (250 ml para 01 colher de sobremesa cheia da erva) + 01 rodela de abacaxi congelado + 01 punhado de hortelã + 01 pedaço grande de pepino +  ½ limão. Bate tudo + gelo à gosto

Suchá de melancia, morango, gengibre e hibisco – 01 xícara de chá de hibisco (250 ml para 01 colher de sobremesa cheia da erva) + 01 pedaço pequeno de gengibre + 01 fatia pequena de melancia + 05 morangos congelados. Bate tudo + gelo à gosto.

Suchá de cavalinha, salsão (ou salsinha) abacaxi e água de coco – 01 xícara de chá da cavalinha (250 ml para 01 colher de sobremesa cheia da erva) + 01 fatia de abacaxi + 200 ml de água de coco + 01 punhado de salsão ou salsinha. Bate tudo + gelo à gosto.