Saúde

Saiba por que você nunca deve espremer uma espinha

Hábito é perigoso e traz grandes riscos à saúde da pele

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Engana-se quem pensa que cravos e espinhas só aparecem na adolescência. Apesar de serem mais comuns nessa fase da vida, elas podem aparecer quando a gente menos espera. Nessas horas, bate aquela vontade de espremê-las. Mas, esse hábito deve ser ao máximo evitado por trazer incontáveis riscos à saúde da pele.

Foto: reprodução
A superfície do rosto tem sebo e bactérias naturais que colaboram para infecções. Ao espremer a espinha, podemos ferir a pele e abrir os polos. As bactérias encontradas nas mãos e embaixo das unhas também podem entrar no ferimento e até levar às infecções que precisam ser tratadas com antibióticos.

Então, quando aquela espinha aparecer, segure a vontade de espremê-la e experimente um gel secativo, que não agrida a pele e seque rapidinho.



Lembre-se: caso as espinham fiquem constantes e doloridas, procure um dermatologista para que o tratamento seja correto e eficaz, deixando sua pele saudável e bonita.